Segredos na areia - Conquista - World of Warcraft

Boa noite, pessoas! Vim aqui apresentar minha mais nova e única fanfic de "O Segredo Na Floresta", chamada "O Segredo No Parquinho"! E não, essa fanfic não contém shipps :)! Eu gostaria MUITO que o Lubinha lesse isso, então vocês podem, por favor, me dar uma mãozinha? Agradeço pela atenção ♥

Boa noite, pessoas! Vim aqui apresentar minha mais nova e única fanfic de submitted by TePagoUmRefri to nhaa [link] [comments]

4 horas da manhã e venho mostrar meu personagem caso eu participasse de 'O segredo na floresta' <3 Tô viciado demais, boa noite durmam bem

4 horas da manhã e venho mostrar meu personagem caso eu participasse de 'O segredo na floresta' <3 Tô viciado demais, boa noite durmam bem submitted by Noobmaster69DD to nhaa [link] [comments]

O Reddit agora segue para onde vais depois daqui saíres… portanto se não queres que saibam que gostas de ver aquele filme com a Mia Khalifa e com a tipa de burkha que faz de mãe dela e que come o tipo por baixo da mesa "em segredo" é capaz de ser boa ideia mudares uma opçãozinha…

Podes retirar essa opção aqui: https://www.reddit.com/prefs/ (Onde refere "outbound").
submitted by OlaOMeuNomeELola to portugal [link] [comments]

Uma Boa Noite De Sono E Outros Segredos Que Não Contaram a Você

Uma Boa Noite De Sono E Outros Segredos Que Não Contaram a Você submitted by igorOmenaAguiar to u/igorOmenaAguiar [link] [comments]

Os segredos da boa saúde de uma tribo que se alimenta da mesma forma há 40 mil anos

Os segredos da boa saúde de uma tribo que se alimenta da mesma forma há 40 mil anos submitted by williambotter to brasilnoticias [link] [comments]

O segredo de uma boa parceria, Mc MM grava “Devagarinho” com Gabriel Diniz

O segredo de uma boa parceria, Mc MM grava “Devagarinho” com Gabriel Diniz submitted by APLopes to u/APLopes [link] [comments]

Uma democracia sem segredos - uma app Holandesa que seria boa de aplicar ao estado português [x-post r/anonymous]

Uma democracia sem segredos - uma app Holandesa que seria boa de aplicar ao estado português [x-post anonymous] submitted by and_ae to portugal [link] [comments]

E esse calor?

Boas.
Essa onda de calor tá ferrando legal, mas o pior mesmo é quando tu se dá conta de que isso é só um trazer do que tá pra vir. Comprei um ventilador gigante pra ele me mandar um bafo de dragão. Pior mesmo é de noite: deixar a janela aberta pra não torrar e conviver com um inseto mais feio que o outro, ou se deixar torrar? Uhr.
Então, vocês tem alguma dica de como esfriar a quarto, ou se resfriar? Um segredo passado entre gerações? Um produto do Aliexpress que faz milagre? Qualquer coisa vale, porquê tá complicado.
submitted by MJuniorDC9 to brasil [link] [comments]

Escritor a beira do colapso

Olá, Brasil
hoje venho lhes apresentar meu dilema. Gostaria de saber se os senhores podem me auxiliar, pedindo desculpas antes mesmo de começar a me explicar, tendo em vista o tamanho do post que abaixo segue. Para quem possuir a paciência e a resignação de ler até o final, só me faz possível agradecer e lhe estender um virtual e fraternal abraço.
tl;dr>! sou bipolar e gosto de escrever, não tenho um puto no bolso pq anos de estudos de filosofia e literatura me tornaram incapaz de conviver de maneira adequada nessa sociedade doente, peço que avaliem meu trabalho para que eu saiba se há futuro para mim na escrita e, também, que me ajudem com conselhos profissionais, doações ou de qualquer outra forma para que eu possa sair da cidade em que resido e busque um lar em São Paulo.!<
Vamos lá:
Me chamo Dillon Hagar (meu pseudônimo literário) e tenho ~30 anos. Sou formado em direito e administração com pós em direito penal e processual penal, não que isso me seja muito relevante sobre quem sou, acredito estar mais relacionado com minha história.
Venho de uma família brasileira típica: meu pai e minha mãe são pessoas honestas que sempre trabalharam (muito) para buscar oferecer o melhor para meu irmão e eu. Apesar da extrema formalidade que compele o viver dos dois, sei por fato e história o quanto eles nos amam. Meu pai sempre foi um cara absurdamente estourado e - até recentemente - acreditei que isso era apenas seu jeito de ser, afinal o cara já engoliu alguns sapos da vida (principalmente de sua falecida mãe).
Talvez pelo fato de ser tão estourado, permiti por muito tempo que minhas escolhas fossem feitas por mim, afrontar seus nervosismos só me gerava ainda mais ansiedade. Sempre me foi difícil o necessário pisar em ovos com ele, já que somos pessoas absolutamente distintas. Seu ideal de justiça é através da imposição da violência enquanto sou apenas um advogado que valoriza o debate, defende as garantias e direitos individuais e conhece um pouco das mazelas do nosso maravilhoso Brasil.
Fiz uma faculdade (duas, se prezar pela especificidade) que me habilitaram em uma profissão que não tinha e nem tenho a menor intenção de exercer. Sou advogado inscrito na OAB/SP, porém tudo que gostaria de fazer é rasgar minha carteira e escrever... Mas tudo bem, quem não é advogado hoje, não é mesmo?! Está ai a primeira vaidade formal que meus pais têm sobre mim que não faço questão.
Tenho um irmão mais velho (programador) que, com muito trabalho e talento, conquistou seu lugar ao sol nesse caótico mundo e foi morar em outro país, longe do julgamento dos velhos.
Para o caçula, restou apenas buscar se adequar a sociedade de uma cidade do interior paulista (~180k habitantes, ~450km da capital) e tentar ganhar algum dinheiro, porém, como fazemos isso quando não há oportunidades e se é um desarticulado?
Aos melhores empregos, não possuo a experiência. Para os demais, sou mais qualificado do que deveria. Sou um monstro em pele de homem, vagando por uma cidade que não parece ter o interesse de recepcionar o diferente.
Veja bem, estimado leitor. Sei o que sou e, acredito que aqui, seja o momento ideal para dizer o bestial ser que lhes redige este biográfico texto. Minha sinceridade é inata, não posso me mostrar por menos, não me sentiria bem comigo mesmo se não soubessem quem realmente é aquele que lhes pede algo.
Há alguns anos - graças a uma maravilhosa ex-namorada psicóloga - contrariado pelos meus pais que sempre viram saúde mental como tabu, decidi buscar ajuda profissional para tratar o vazio existencial que existe/ia dentro de meu peito. Após 6~8 anos de terapia e pelo menos outros 6 de clínica psiquiátrica, me deparei com o diagnóstico de um distúrbio de personalidade, "Transtorno de bipolaridade tipo 2", dizem os médicos. Como gosto de informalidades, prefiro chamar apenas de "meus demônios".
"Meus demônios" por muito tempo foram seres antagônicos dentro de mim, me aterrorizavam madrugadas a dentro, cochichando terríveis segredos em meus ouvidos. "Nunca serás o suficiente", "aqueles que dizem te amar riem de ti", "se tens medo de monstros olhe bem para dentro de si: tu és o monstro de quem teme". Nada legal, não?!
Medicação e terapia me tornaram inteiros, ao menos o suficiente para que tomasse as forças necessárias para meu "salto de fé", me fazendo no começo do ano finalmente deixar o ninho e buscar continuar somente com a força de minhas próprias pernas. A felicidade e a esperança, como bem sabem do ano de 2020, talvez tenham sido mal colocadas.
Surpreendentemente, mesmo com as coisas nesse plano de existência estarem indo em vertiginoso declínio, me encontro de certa forma bem e feliz comigo mesmo. "Meus demônios" agora são seres integrados em minha convivência e, com a força do estudo da filosofia (valeu Platão, estoicos, Nietzsche e demais) e outros literatos, descobri que não deveria mais temer minha patologia. Aprendi que ela sou eu e eu sou ela, essa "bipolaridade" que me faz navegar tão rapidamente entre humores é tão somente parte de quem sou. Se antes terapia e remédios eram minha cura, hoje digo com propriedade que aprendi ser minha própria mirtazapina. Se antes chorar de manhã e sorrir de tarde eram um problema, hoje aprecio o fato de lacrimejar enquanto escuto Avril Lavigne (que mulher!), mais tarde me abraçar ao som de Dream Theater e me odiar durante as madrugadas com Witchcraft ou Void King. Música, filmes e livros: ai está minha eterna companhia.
Pois bem, caríssimos estranhos. Sou o que sou e não lhes nego! Talvez esse seja o maior trunfo do anonimato: a possibilidade de ser quem quiser ser sem o prejuízo de julgamentos. Espero que minha sinceridade não lhes seja ofensiva ao decoro, para os que até aqui chegarem agradeço de coração sua insistência.
Ok, ok, divago! Vamos voltar ao ponto central e motivo desse texto: Não tenho amigos e não tenho emprego. O primeiro se deve ao fato de que sou quem sou: aprendi a duras verdades que em uma cidade deste tamanho existem mais pessoas dispostas a lhe julgar do que entender. Geralmente fogem quando confesso ser bipolar ou quando descobrem que não tenho medo de estar em contato com meus sentimentos. Que coisa não?! Em pensar que o que todos buscavam era verdadeira conexão e honestidade nas relações. Mas tudo bem, quem lhes redige sabe que sua intensidade pode ser exigente demais da disponibilidade dos outros, procuro não julgar os que me negam.
Já para falta de emprego talvez seja uma consequência lógica do primeiro: Em entrevistas de emprego costumo ser brutalmente honesto com meu empregador (afinal não é o que pedem?), ainda há pouco me perguntaram qual o meu salário ideal, quando respondi minha quantia, balançaram a cabeça em sinal negativo e disseram que era incompatível. Quem sabe não tenha sido o mais inteligente de minha parte dizer que "talvez o senhor não devesse fazer perguntas que não lhe agradam a resposta, achei que me perguntavas o que eu queria, não que buscasse adivinhações". Sim, sou este tipo de ser. Novamente perdão se lhes ofendo, reafirmo não ser minha intenção. Convido-lhes para uma reflexão, amado desconhecido: poderia eu, sendo quem sou, responder diferentemente?
Pois bem, venho fazendo o que todo jovem advogado têm feito: ofereço serviços jurídicos a preços módicos (que costumeiramente adapto aos meus clientes como forma de lhes ajudar). Sou criminalista mas somente atendo um seleto tipo de criminosos: àqueles a quem se não oferecido um serviço jurídico, muito provavelmente seriam engolidos pela máquina punitiva do Estado e integrados ainda mais a criminalidade. Não advogo para partidos criminosos e muito menos para criminosos de carreira, minha intenção é ajudar e não livrar-lhes de culpa. Talvez percebam aqui os motivos de porque não me restar dinheiro...
A fim de dedicar ainda mais honestidade à este texto, digo-lhes que tenho sim uma amiga. Uma sócia-comparsa, somos advogados e trabalhamos juntos coletando moedas enquanto tentamos ajudar, um pássaro de asa quebrada por vez.
Novamente divago, perdão. Ao ponto então: bem, como já devem tê-lo percebido, meu negócio é a escrita. Amo escrever, estudo latim por hobby, leio dostoievisk por esporte. Escrevo poemas, poesias, cartas, o que quiser. Dedico aos meus amigos e conhecidos aquilo que posso oferecer: no meu caso é o que coletei em meus 30 anos de existência. Você tem um problema amoroso? Ótimo! Sou teu brother e lhe farei uma carta ou um poema para que sares o coração, ó jovem apaixonado! Lhe incomoda a ansiedade saber que em breve terá que defender seu TCC? Maneiro, meu parceiro! Dedicarei à ti minha próxima carta sobre como deve se lembrar que em outra época, também já se apavoraste com o vestibular mas, ainda assim sobreviveste. Aproveito para lhes endereçar esta pergunta: Como se sentiriam se alguém lhes dedicasse uma carta sobre um problema que você confessou ter? Enfim, acho que pegaram o fio da meada.
Atendendo ao meu cósmico chamado, neste mês de setembro (setembro amarelo, lembro), silenciei meus demônios e passei a publicar alguns de meus textos, cartas e poemas em meu facebook particular. Alguns receberam mais likes que outros, alguns nenhum. Devo dizer que me dói saber que minha escrita às vezes não é apreciada.
Ao verem uma suculenta oportunidade, meus "dêmos" foram atiçados e voltaram a sussurrar. A minha vantagem é que neste momento, estando um bocado mais forte que antes, pensei que talvez não devesse eu ceder a régua que me mede à mão de pessoas que porventura não são verdadeiramente amigas. Improvável mas possível...
Sem dinheiro, sem perspectiva e sem companheiros, resto sozinho vivendo em um apartamento quase de favor com um conhecido. Gostaria de me mudar para São Paulo e conhecer todas aquelas pessoas estimulantes que pertencem àquele maravilhoso lugar, porém, como, se não disponho de condições nem para minha terapia e psiquiatra? Às vezes sinto que minto para as duas quando digo que estou bem, em ordem de fazer diminuir o número de sessões e medicamentos que preciso despender. Mando meu amor para as duas: não fosse por elas e os descontos absurdos que me proporcionam (na terapia, pago menos da metade; na psiquiatra, 1/3), talvez eu não estivesse me sentindo tão radiante. Não é lindo quando profissionais se despem de sua autoridade e tocam outro humano apenas como um humano?
Pois bem, venho até este maravilhoso sitio eletrônico e lhes peço: sejam meus juízes! Convido-lhes ao meu julgamento e de meu trabalho. Serei eu um bom escritor? Existe um ofício por trás destra escrita? Poderia eu tudo abandonar e - quem sabe finalmente - me encontrar alinhado e instrumentalizado pelo senhor universo através da bela e indescritível energia cósmica enquanto escrevo? Acredito que o tempo e os senhores podem me dizer...
Encaminho o link de meu tumblr (tumblr pra escritor br, ok, isso é ainda de se analisar), nele encontrarão algumas de minhas escritas publicadas nesse mês de setembro. Caso a paciência e a boa vontade acompanhem os senhores e senhoras, peço gentilmente que leiam, avaliem e sentenciem neste post o que considerarem pertinente. Caso estejam cansados de minha presença e queiram buscar apenas o poema mais lido, acredito que tenha sido este.
Para aqueles que realmente creem no valor de meu trabalho, também anexo um link para doação em paypal, onde aceito qualquer valor que puderem me ceder. Por ora, fica desabilitado a possibilidade de subscreverem em assinatura as doações, antes avaliarei se há futuro para mim nesse negócio de escrita.
E para você, que precisa de alguém que lhe escreva uma carta, um poema, uma poesia, ou que tenha, sabia ou queira um empregado escritoredatofaz tudo, sabia que recebo pedidos por email ( DillonHagarF ARROBA gmail PONTO com ) ou até mesmo através desse post ou direct.
Há aqueles que me chamarão de tolo por acreditar na bondade de estranhos na internet, devo lhes dizer que não me importo. Somente atendo minha própria natureza assim como acredito que cada um deve atender a própria. Estejam todos abençoados e em paz: aos que me ajudarem, mais, aos que me ignorarem, em igual proporção.
Por fim, agradeço todos que chegaram até aqui. Vocês são seres maravilhosos e o dom de sua curiosidade proporcionou a um desconhecido na internet um momento de felicidade. Um profundo e sincero obrigado! Sintam-se amados até mesmo por quem lhes desconhece!
submitted by pla-to to brasil [link] [comments]

Por que eu sinto isso?

Boa noite nenês que estão lendo o desabafos dos outros a essa hora kkk, eu... tô tentando começar meu desabafo de uma forma otimista e sla... amigavel, só pra quebrar o gelo mas por dentro eu tô sentindo uma angústia grande pra porra, um aperto no peito sei la.
Tenho dois amigos que jogam videogame comigo, Roseane e Silva (nome ficticio) e nos 3 jogamos direto e nos divertimos bastante, damos risadas, conversamos e desabafamos uns com os outros entre as partidas dos jogos, e hoje a noite fomos na casa do Silva pra nos encontrarmos (a gente não se vê muito pessoalmente, por conta da rotina corrida do dia-a-dia) e nas poucas vezes que todos nos 3 nos vimos nós os divertiamos muito assim como quando a gente tava em chamada. Só que hoje eu tava com a expectativa a mil de me divertir bastante com eles e tals, e em dado momento os dois foram pros fundos da casa do Silva e ficaram la conversando 2 horas direto, eu fiquei no quarto dele jogando videogame e conversando com o irmão dele (que eu ñ tenho tanta intimidade assim) mas sla... e em dado momento ele brincou dizendo que talvez eles estivessem se pegando ou coisa do tipo mas sla, depois que ele falou isso eu me senti meio estranho, tipo... er... por que sabe? Pra ser sincero eu ainda não sei dizer como me sinto em relação a isso.
Não sei dizer se é algo bom ou ruim, pq ambos são jovens e solteiros e etc, mas sla... me veio uma sensação ruim que na hora me deu uma vontade muito grande de ir embora, eu só enrolei e fiquei mais pq a mãe do Silva gostou de mim e ficamos conversando um pouco mais, ai dps de 2 fucking horas deles de conversinha/segredo/pegação ou sla o quê tenha acontecido. Eu falei que tava me sentindo meio mau do estômago e voltei pra casa, agora ja vai dar 01:00 da manhã e quando foi 00:27 eu mandei mensagem pra Roseane e ela disse que ainda tava la na casa dele, os dois no quarto jogando.
E eu não sei de verdade como me sentir em relação a toda essa situação, ao mesmo tempo me sinto bobo e idiota por dar tanta importância à algo que não me diz respeito, mas também como falei no paragrafo anterior me sinto meio confuso por justamente não saber oq fazer. Parece um misto de sla, traição ou que fui enganado, pq até onde eu sei... sla, amigos não mentem ne? Não guardam segredos
Nunca foi muito facil pra mim fazer amigos, de verdade mesmo. Desde bem novo senti uma barreira entre eu e as pessoas, e vinham varios motivos/vozes na minha cabeça que me faziam pensar assim (que eu não era tão legal pra estar com essas pessoas, que mereciam alguém melhor ou coisa parecida) hoje em dia eu sei que é bobagem continuar pensando nisso e eu nem dou mais tanta voz pra esses pensamentos.
Mas desde que eu cheguei em casa parece que eu voltei a sentir isso denovo, tipo... sera que eles não confiam ou não gostam de mim o suficiente pra me contar esse tipo de coisa? Oq aconteceu la por 2 horas? Como vocês reagiriam se seus amigos mais proximos começassem um relacionamento?? Eu não sei como me sentir em relação a tudo isso, só bateu uma tristeza bem repentina essa noite. Tem algumas coisas a mais pra eu colocar pra fora mas por enquanto ja foi o suficiente, obrigado de verdade por ter lido até aqui :)♡
Um abração e um cafuné (caso esteja precisando)
xxx :)
submitted by LilBabyBro18 to desabafos [link] [comments]

Fui mijar e perdi o nofap

Tava de boa assistindo o segredo na floresta e tomando uma aguinha ai deu vontade de mijar, fui no banheiro, quando fui mirar o negócio saiu
Minha mente estava aguentando mas meu corpo foi lá e tomou a atitude
submitted by tomanuku to semtcholas [link] [comments]

A escolha do favor de Sansa: O caso de Sir Byron, o Bonito (Parte 2)

A seleção de Byron também apresenta uma oportunidade para Martin explorar os paralelos muito convincentes com o Torneio da Mão quando Baelish apostou contra um cavaleiro que havia recebido o "favor" de Sansa. A confiança de LF em suas conspirações é uma reminiscência de sua certeza no Torneio da Mão sobre a razão pela qual o Cão perderia para Jaime, contada através do ponto de vista de Ned:
– Cem dragões de ouro pelo Regicida – Mindinho anunciou sonoramente quando Jaime Lannister entrou na arena, montando um elegante cavalo de batalha baio puro-sangue, que trazia uma cobertura de cota de malha dourada, e Jaime cintilava da cabeça aos pés. Até a lança tinha sido feita com a madeira dourada das Ilhas do Verão.
– Está apostado – gritou de volta Lorde Renly. – Cão de Caça traz hoje um ar faminto.
Mesmo os cães famintos sabem que não é boa ideia morder a mão que os alimenta – Mindinho gritou secamente. (AGOT, Eddard VII)
Mindinho ficou mais sábio desde então? A raiva mal contida de Sor Lyn Corbray argumentaria que não; ele se esqueceu de que cães famintos podem de fato morder ou mesmo ferir seus donos. Sua conversa com Alayne após a partida do trio no AFFC fornece evidências adicionais de que ele manteve a mesma mentalidade equivocada o que pode ter garantido involuntariamente sua própria queda:
– Cavaleiros andantes? – Alayne perguntou, quando a porta foi fechada.
Cavaleiros famintos. Achei melhor termos mais algumas espadas à nossa volta. Os tempos tornam-se cada vez mais interessantes, minha querida, e quando os tempos assim são, nunca se pode ter espadas demais. O Rei Bacalhau regressou a Vila Gaivota, e o velho Oswell tinha algumas histórias para contar. (AFFC, Alayne II)
Durante o Torneio da Mão, vimos Sansa através do ponto de vista de seu pai apoiando silenciosamente o Cão de Caça durante sua partida com Jaime. Ela assiste a justa "com os olhos úmidos e ansiosos", de acordo com Ned, e depois declara "Eu sabia que o Cão iria vencer". Antes desse evento, Sandor tem a tarefa de acompanhar Sansa de volta a seus aposentos e no caminho eles desenvolvem uma conversa profunda que marca uma nova fase no relacionamento dos dois. Há todos os motivos para acreditar que o apoio de Sansa a ele durante essa justa foi por ela saber a verdade de como ele foi ferido por Gregor e a afinidade que surge entre os dois é resultante dessa revelação. Sansa até previu que ele seria o campeão quando ele salvou Loras Tyrell da ira de Gregor. Para reiterar, Mindinho perde sua aposta para Sansa no Torneio da Mão, pois ele acha que o Cão de Caça será muito cauteloso para derrotar seus senhores Lannisters. Isso fornece um paralelo esclarecedor ao que podemos ver acontecer durante o torneio dos Cavaleiros Alados, onde temos Harry, o Herdeiro, como o cavaleiro em que Mindinho fez suas apostas, confiante de que ele conseguiu obter a cumplicidade de Alayne na trama, e provavelmente mais alguns truques na manga para garantir que Harry ganhe um lugar entre os cavaleiros alados. Harry, portanto, assume o papel de Jaime Lannister nesta comparação. Como terminou a justa de Sandor Clegane e Jaime? Bem, aqui está a passagem:
Cão de Caça conseguiu manter-se sobre a sela. Fez seu cavalo dar meia-volta com dureza e regressou à arena para a segunda passagem. Jaime Lannister atirou ao chão a lança quebrada e apanhou uma nova, brincando com o escudeiro. Cão de Caça esporeou o cavalo para um galope duro. Lannister avançou para enfrentá-lo. Dessa vez, quando Jaime Lannister mudou de posição, Sandor Clegane mudou com ele. Ambas as lanças explodiram, e quando os estilhaços assentaram, um baio puro-sangue sem cavaleiro trotava para longe em busca de grama, enquanto Sor Jaime Lannister rolava na terra, dourado e amassado.
Jaime Lannister estava de novo em pé, mas seu ornamentado elmo de leão tinha sido torcido e amassado na queda, e agora não conseguia tirá-lo. A plebe gritava e apontava, os senhores e as senhoras tentavam abafar o riso, sem conseguir, e, sobre toda aquela algazarra, Ned ouvia o Rei Robert às gargalhadas, mais alto que todos os demais. Por fim, tiveram de levar o Leão de Lannister a um ferreiro, cego e aos tropeções. (AGOT, Ned VII)
Agora considere como isso se encaixa com o que Sansa deseja para Harry depois que ele foi rude com ela durante a conversa inicial quando ele chegou aos Portões:
A armadura de uma senhora é a sua cortesia. Alayne podia sentir o sangue correndo em direção a seu rosto. Sem lágrimas, ela rezou. Por favor, por favor, eu não posso chorar. “Como desejar , sor. E agora, se me dão licença, a bastarda de Mindinho deve encontrar o senhor seu pai e informá-lo de sua chegada , para que possamos começar o torneio pela manhã.” E que seu cavalo tropece, Harry, o Herdeiro, para que caia com essa cabeça idiota no chão na primeira justa. Ela mostrou aos Waynwoods um rosto de pedra, enquanto eles proferiam desculpas desajeitadas por seu companheiro. Quando eles terminaram, ela se virou e saiu. (TWOW, Alayne I)
Sansa essencialmente deseja que aconteça a Harry a mesma coisa que vimos acontecer com Jaime quando ele cai e não consegue tirar o capacete de sua cabeça. Será que vamos ver uma cena semelhante em que Harry realmente acaba machucado na terra, humilhado no torneio pelo campeão de sua noiva? O fato de ele agora estar associado a dois Lannisters certamente não inspira confiança de que veremos um casamento ocorrendo entre ele e Sansa como Baelish está apostando.
Em última análise, o que Mindinho parece fundamentalmente incapaz de compreender é que as pessoas são motivadas por outras coisas além do dinheiro. Mesmo alguém tão insensível e frio como Sor Lyn quer uma senhoria e não simplesmente meninos para saciar seu desejo. O que homens e mulheres honrados querem? Aqueles que se lembram dos laços de lealdade, honra familiar e possuem valores que não podem ser comprados ou negociados? Homens como Bronze Yohn e aqueles que estão se arrastando pela neve para resgatar a "garota de Ned" em Winterfell? Ao contrário de LF, é Sansa que vimos empregando suas habilidades empáticas para determinar os verdadeiros desejos das pessoas e inspirá-las para fins melhores.
Como um intrigante aparte, seria negligente não mencionar a teoria de Ragnarok, um dos colaboradores do Pawn to Player, onde ele compara a contratação de LF de três cavaleiros errantes aos três Kettleblacks que estavam protegidos em Porto Real para espionar Cersei e Tyrion e reportar a Mindinho em segredo. Na citação acima sobre "cavaleiros famintos", vimos que Oswell tem "algumas histórias para contar", já que o Rei Bacalhau voltou para Vila Gaivota, provavelmente devido ao conflito que se desenrolava entre Cersei e a Fé em Porto Real e como seus filhos foram implicados . Ragnorak analisa em uma discussão de nossa teoria sobre Morgarth:
Mindinho está espelhando Cersei com ela contratando os três Kettleblacks e seu plano para esconder Tommen. Eu vinculo isso à sua traição a Ned, onde outro Lorde Protetor se viu sem um exército em meio a intrigas políticas. Pode muito bem haver o tema aqui de que as “fraquezas” das façanhas de Mindinho são mais inerentes às necessidades de um Senhor com bens para defender do que algo nascido da tolice. É um jogo diferente quando você tem algo a perder, propriedades para proteger e está no radar de todos os outros. Voltando ao nosso maluco atual, se os paralelos Cersei são intencionais, então ver esses três cavaleiros como figuras pseudo-Kettleblack pode ser útil, especialmente porque nos foi dado o suficiente para saber que pelo menos um tem motivos ocultos.
Com grande poder vem grande responsabilidade e o aspecto mais notável do capítulo pode ser o quão ausente LF está do início ao fim. Apesar de ele claramente ainda estar no comando como o Lorde Protetor, é Alayne que vemos com a considerável liberdade de movimento, notando a queda da lealdade de Sor Lyn ao pai, e ter uma primeira impressão muito angustiante do rapaz com quem ela deve se casar ansiosamente. Indiscutivelmente, são as palavras bruscas de apoio de Lothor Brune - "Ele é apenas um escudeiro arrogante" - que lhe dão mais conforto do que a lisonja ameaçadora de LF. A maior fraqueza de Baelish no Torneio da Mão é sua obsessão por Catelyn Stark que ele transferiu para sua filha. Ninguém está em posição de explorar essa fraqueza melhor do que Sansa, e escolher um cavaleiro para usar seu favor pode ser o primeiro passo crucial para obter o controle de sua própria rede de aliados que se reuniram nos Portões.
Mindinho não tem motivos para suspeitar do belo cavaleiro andante Sor Byron - na verdade, pelo que parece, Sansa está seguindo seu conselho à risca, escolhendo “algum outro galante” para mostrar favor em vez de dar a seu prometido a honra esperada. Além disso, como estabelecemos, ele pensa que "cães famintos sabem que não é boa ideia morder a mão que os alimenta" e, em sua avaliação, Byron é seu cavaleiro faminto, cujas necessidades básicas podem ser satisfeitas com moedas, alojamento e comida, como ele serve para proteger o domínio de LF no Vale de quaisquer ameaças externas. No entanto, essas ameaças externas conseguiram entrar, apesar do alardeado isolamento e segurança da região, e Byron pode vir a ser uma figura-chave nesta oposição, juntamente com Sor Morgarth e o Rato Louco.
Mindinho ignorou a relutância de Sansa em se casar novamente; sua relutância em aceitar seus beijos e toques “paternais”; seu completo desinteresse pelo tipo de pretendente que Harry, o Herdeiro, representa. Apesar de todo o seu jogo astuto, ele pode ser deliberadamente cego quando se trata de questões do coração, levando-o a uma autodestrutividade que ficou evidente em seu desafio quase fatal com Brandon Stark pela mão de Cat. Suas maquinações no torneio representariam a terceira vez que ele perdeu, no sentido de que o objeto de sua afeição escolheria outra pessoa para usar o favor. Seria um desenvolvimento tematicamente adequado se, assim como foi um dos três Kettleblacks que ele contratou - Osney, no caso - que levou à prisão de Cersei pela Fé, a queda do próprio Mindinho fosse provocada por um dos três famintos cavaleiros que ele também contratou.
Em conclusão, apesar de decorrer da fugaz questão sobre a verdadeira identidade de Byron, esta teoria não propõe uma resposta, mas sim atesta o papel que ele pode desempenhar no arco de Sansa como um aliado dela junto com Sor Morgarth e Sor Shadrich. Em última análise, seja ou não Morgarth realmente o Irmão Mais Velho ou Shadrich seja Howland Reed, há evidências suficientes no texto que sugerem que esses homens contribuirão para desfazer os planos cuidadosamente traçados de Mindinho. Vimos Shadrich emergir de um segundo plano para envolver Alayne em uma conversa, e todos os três fazem questão de dançar com ela no banquete. O pouco que sabemos sobre Byron o estabelece como a escolha natural a ser selecionado por sua aparência e provável habilidade como um jovem cavaleiro em seu auge. Não tendemos a pensar nos favores femininos como armas de Tchekhov* em potencial, mas Martin forneceu provas abundantes de torneios anteriores que esses eventos podem ter centelhas de intrigas e desenvolvimentos inesperados. Byron, o Bonito, poderia ser o tipo certo de combinação.

* "Anton Tchekhov (1860-1904) foi um médico, dramaturgo e escritor russo que estabeleceu uma regra utilitarista sobre todas as coisas mostradas em uma obra de entretenimento: um objeto apresentado ao público deve ser utilizado em algum momento da trama, caso contrário, ele deve ser removido para não causar distrações. Claro, se o objeto foi introduzido como uma manobra de diversão, não há problema. Tchekhov utilizou o exemplo da arma que deve ser disparada, mas poderia ser qualquer outro objeto, pessoa, magia, sonho, contexto e etc. " https://atitudereflexiva.wordpress.com/2019/06/05/a-arma-de-tchekhov/
submitted by CasaGolden to Valiria [link] [comments]

Descriptografando a Carta Rosa

Texto original: https://cantuse.wordpress.com/2014/09/30/the-pink-lette
Autor: Cantuse
Partes traduzidas: 1) A Estrada Para Vila Acidentada, 2) Uma Aliança de Gigantes e Reis, 3) Despindo o Homem Encapuzado, 4) Confronto nas Criptas, 5) Tendências Suicidas
---------------------------------------------------
OBS: Esta é a última parte que traduziremos por agora.
---------------------------------------------------

O MANIFESTO : VOLUME II, CAPÍTULO VII

Não há como negar que resolver o mistério da Carta Rosa é uma imbróglio complicado. Já existem dezenas de teorias.
Resolver esse mistério tem sido um dos grandes objetivos do Manifesto desde o início, e acho que fiz um bom trabalho de construção progressiva até este ponto.
NOTA: O ideal era que você tivesse lido todos os ensaios até este ponto, mas se você insiste em ler assim, eu sugiro que pelo menos você leia Confronto nas Criptas e Tendências Suicidas primeiro.
Vamos direto ao assunto. Neste ensaio, estou apresentando os seguintes argumentos.
À luz das muitas teorias anteriores estabelecidas aqui no Manifesto, podemos desenvolver um entendimento muito convincente da chamada Carta Rosa e do que ela realmente diz.
[...]

A CARTA ROSA

Esta seção é apenas uma recapitulação da carta, seu texto e as várias outras características que possui.
Coloco esta seção aqui como uma referência fácil durante a leitura deste ensaio.

O texto

Seu falso rei está morto, bastardo. Ele e toda sua tropa foram esmagados em sete dias de batalha. Estou com a espada mágica dele. Conte isso para a puta vermelha.
Os amigos de seu falso rei estão mortos. Suas cabeças estão sobre as muralhas de Winterfell. Venha vê-las, bastardo. Seu falso rei morreu, e o mesmo acontecerá com você. Você disse ao mundo que queimou o Rei-para-lá-da-Muralha. Em vez disso, você o enviou para Winterfell, para roubar minha noiva.
Terei minha noiva de volta. Se quer Mance Rayder de volta, venha buscá-lo. Eu o tenho em uma jaula, para que todo o Norte possa ver, a prova de suas mentiras. A jaula é fria, mas fiz um manto quente para ele, com as peles das seis putas que o seguiram até Winterfell.
Quero minha noiva de volta. Quero a rainha do falso rei. Quero a filha deles e a bruxa vermelha. Quero sua princesa selvagem. Quero seu pequeno príncipe, o bebê selvagem. Quero meu Fedor. Mande-os para mim, bastardo, e não incomodarei você e seus corvos negros. Fique com eles, e eu arrancarei seu coração bastardo e o comerei.
Estava assinado:
Ramsay Bolton
Legítimo Senhor de Winterfel
(ADWD, Jon XIII)

A descrição da carta

Bastardo, era a única palavra escrita do lado de fora do pergaminho. Nada de Lorde Snow ou Jon Snow ou Senhor Comandante. Simplesmente Bastardo. E a carta estava selada com um pelote duro de cera rosa.
Estava certo em vir imediatamente – Jon falou. Está certo em ter medo.
(ADWD, Jon XIII)

DIFICILMENTE O BASTARDO

Acho que já fiz um argumento convincente de que Mance Rayder está disfarçado de Ramsay Bolton (veja o Confronto nas Criptas).
Mas tenho certeza de que os leitores apreciariam pelo menos uma rápida avaliação das muitas outras razões pelas quais não acredito que a carta possa ser de Ramsay.
Especificamente, esta seção está identificando maneiras pelas quais a carta é incoerente com o que sabemos sobre Ramsay. Não acredito que nada disso por si só desqualifique Ramsay como autor, mas coletivamente elas geram grandes dúvidas.
Se minuciosas listas de evidências o aborrecem, pule para a próxima seção.

Falta o botão

Todas as cartas anteriores de Ramsay foram seladas com "botões" bem formados de cera:
Empurrou o pergaminho, como se não pudesse esperar para se ver livre dele. Estava firmemente enrolado e selado com um botão de cera dura rosa.
(ADWD, A noiva rebelde)
Clydas estendeu o pergaminho adiante. Estava firmemente enrolado e selado, com um botão de cera rosa dura.
(ADWD, Jon VI)
A Carta Rosa é lacrada com "pelote duro de cera rosa", uma discrepância notável.

Cabeças na Muralha

Enfiar cabeças em lanças parece um tanto incoerente com o estilo pessoal de Ramsay e com os maneirismos de Bolton observados a esse respeito: esfolar ou enforcar.

Sem pele ou sangue

Um dos artifícios mais conhecidos de Ramsay é o envio de mensagens escritas com sangue e com pedaços de pele anexados.
Não há menção de sangue usado como tinta, nem está implícito, como ocorre em outras cartas que parecem ser dele. Definitivamente, não há menção a um pedaço de pele, o que é estranho, considerando que Ramsay afirma ter Mance Rayder e todas as seis esposas de lança ... certamente uma delas poderia fornecer um pouco de pele.

Como Ramsay saberia?

Por que Ramsay pede Theon a Jon ?
Se Theon foi entregue a Stannis, e Stannis tinha toda a intenção de matá-lo, por que Ramsay acreditaria que Theon está agora com Jon?
Nem mesmo Mance Rayder saberia disso.
Além disso, “Arya” foi entregue a Stannis também, via Mors Papa-Corvos.
Por que ele acreditaria que Arya está com Jon?
Se todo a hoste de Stannis foi realmente destruída, você deve se perguntar onde Ramsay ficou sabendo destes detalhes, principalmente com relação a Theon.
É uma suposição sensata pensar que Stannis pode enviar "Arya" de volta a Castelo Negro (na verdade, foi o que Stannis faz), mas mesmo uma formação primária em inteligência [militar] torna óbvio que Theon seria de grande valor estratégico em uma batalha contra Winterfell, mas em nenhum outro lugar.
Uma pessoa pode então arguir que isso só pode significar que o corpo de Theon não foi descoberto entre os mortos. No entanto, dadas as condições meteorológicas, essa provavelmente é uma tarefa impossível de realizar. Portanto, Ramsay não teria nenhuma base e nenhuma confiança para pensar que Jon tinha Theon em absoluto.

ENDEREÇADO À MULHER VERMELHA

No início deste ensaio, declarei que a Carta Rosa se destinava especialmente a Melisandre. Preciso lhes dar as evidências. Tanto aquelas dedutivas (ou razoáveis), quanto aquelas que estão implícitas ou que foram estabelecidas daquele jeito inteligente e sutil que Martin faz com frequência.

Missão de Mance

Como já estabeleci no Manifesto, a missão de Mance baseava-se em saber onde seria o casamento de Arya.
Assim, quando Jon recebeu seu convite de casamento, Mance deveria partir para Vila Acidentada.
Jon acidentalmente recebeu o convite enquanto estava no pátio de treinamento, lutando com Mance disfarçado de Camisa de Chocalho. Assim, Mance foi capaz de simplesmente ouvir o local. Mas não podemos presumir que Mance e Melisandre apostaram tudo em terem a sorte de ouvir qual seria o local.
Uma dedução simples conclui que Mance era capaz e estava determinado a ler as cartas no quarto de Jon até que surgisse a localização.
NOTA: Se esta explicação parece insuficiente, eu apresento o argumento por completo em um ensaio anterior A estrada para Vila Acidentada.
Isso também significa que o convite não era realmente para Jon, mas sim para Melisandre e Mance, como um 'gatilho' para o início de sua missão. Novamente, eu explico a base para essas conclusões no ensaio mencionado acima.
Isso estabelece o precedente de que as mensagens enviadas para Castelo Negro podem, de fato, ter a intenção de se comunicar secretamente com Melisandre.

Ratos Cinzentos

Aqui há um exemplo de Martin possivelmente invocando um dispositivo que é sua marca registrada: enterrar recursos de enredo relevantes para uma história em outra, geralmente via metáforas ou alegorias inteligentes.
Três citações devem ser suficientes para você entender (em negrito, para dar ênfase nas partes principais):
Três deles entraram juntos pela porta do senhor, atrás do palanque; um alto, um gordo e um muito jovem, mas, em suas túnicas e correntes, eram três ervilhas cinza de uma vagem negra.
(ADWD, O Príncipe de Winterfell)
:::
Se eu fosse rainha, a primeira coisa que faria seria matar todos esses ratos cinzentos. Eles correm por todos os lados, vivendo dos restos de seus senhores, tagarelando uns com os outros, sussurrando no ouvido de seus mestres. Mas quem são os mestres e quem são os servos, realmente? Todo grande senhor tem seu meistre, todo senhor menor deseja ter um. Se você não tem um meistre, dizem que você é de pouca importância. Esses ratos cinzentos leem e escrevem nossas cartas, principalmente para aqueles senhores que não conseguem ler eles mesmos, e quem diz com certeza que eles não estão torcendo as palavras para seus próprios fins? Que bem eles fazem, eu lhe pergunto.
(ADWD, O Príncipe de Winterfell)
:::
Lorde Snow. – A voz era de Melisandre.
A surpresa o fez afastar-se dela.
Senhora Melisandre. – Deu um passo para trás. – Confundi você com outra pessoa.À noite, todas as vestes são cinza. E subitamente a dela era vermelha.
(ADWD, Jon VI)
A noção de que todos os mantos são cinza parece equivocada: Melisandre equivale a um meistre .
O que é verdade em muitos sentidos: ela é definitivamente uma conselheira de Stannis e 'sussurra' em seu ouvido. E talvez o mais notável seja o fato de que muitos questionam quem realmente está no comando: Stannis ou sua mulher vermelha?
Quando você vê esses paralelos, a alusão a ela usar vestes cinzas tem uma conexão forte e interessante com o conceito de cartas em que alguém está 'torcendo as palavras'.
Afinal, eu dei argumentos convincentes de que o convite de casamento de Jon era para Mance e Melisandre e foi enviado por Mors Papa-Corvos. Alguém contestaria a noção muito razoável de que outras cartas seriam igualmente confidenciais?
Outra coisa engraçada sobre essa ideia é que Melisandre literalmente distorce as palavras para seus próprios propósitos:
O som ecoou estranhamente pelos cantos do quarto e se torceu como um verme dentro dos ouvidos deles. O selvagem ouviu uma palavra, o corvo, outra. Nenhuma delas era palavra que saíra dos lábios dela.
(ADWD, Melisandre)

Uma bela truta gorda

Há um outro elemento temático que sugere que as cartas podem possuir conteúdos secretos, uma característica interessante atribuída a duas cartas diferentes em As crônicas de gelo e fogo.
A primeira carta é a de Walder Frey, enviada a Tywin após o Casamento Vermelho:
O pai estendeu um rolo de pergaminho para ele. Alguém o alisara, mas ainda tentava se enrolar. “A Roslin pegou uma bela truta gorda”, dizia a mensagem. “Os irmãos ofereceram-lhe um par de pele de lobo como presente de casamento.” Tyrion virou o pergaminho para inspecionar o selo quebrado. A cera era cinza-prateada, e impressas nela encontravam-se as torres gêmeas da Casa Frey.
O Senhor da Travessia imagina que está sendo poético? Ou será que isso pretende nos confundir? – Tyrion fungou. – A truta deve ser Edmure Tully, as peles…
(ASOS, Tyrion V)
A segunda é a carta ostensiva que Stannis escreveu a Jon Snow enquanto estava em Bosque Profundo. Não vou citar a carta (é um texto imenso), apenas um elemento da descrição:
No momento em que Jon colocou a carta de lado, o pergaminho se enrolou novamente, como se ansioso para proteger seus segredos. Não estava seguro sobre como se sentia a respeito do que acabara de ler.
(ADWD, Jon VII)
O que estou tentando apontar aqui é que a primeira mensagem de Walder Frey definitivamente tinha uma mensagem inteligentemente escondida. E por alguma razão, Martin decidiu mostrar que a carta 'queria' enrolar-se novamente.
A segunda mensagem também quer enrolar-se e, se você a ler com atenção, há um grande número de coisas que são totalmente incorretas ou atípicas em relação a Stannis nela. Cavaleiros homens de ferro? Execução por enforcamento?
Já tomei a liberdade de esquadrinhar tortuosamente os livros e não consigo encontrar de pronto outros exemplos em que as cartas foram personificadas dessa maneira.
Junto com os pontos anteriores, este não reforçaria a ideia de que Melisandre (e Mance por um tempo) está recebendo mensagens camufladas enquanto está em Castelo Negro?

Carta de Lysa

Outra indicação de que tais 'cartas codificadas' não são incomuns é que uma das primeiras cartas que vimos nos livros era uma: a que Catelyn recebe de Lysa.
Seus olhos moveram-se sobre as palavras. A princípio pareceu não encontrar nenhum sentido. Mas depois se recordou.
Lysa não deixou nada ao acaso. Quando éramos meninas, tínhamos uma língua privada.
(AGOT, Catelyn II)
* * \*
Deve ser apontado que isso também faz sentido de uma perspectiva puramente lógica. Como já argui veementemente que Stannis, Mance e Melisandre conspiraram juntos, faria sentido que todas as partes precisassem ser capazes de se comunicar de uma forma que protegesse a referida conspiração.
Nesse ponto, tal tipo de carta constitui a opção mais adequada, como mostram as cartas de Walder Frey e Lysa Tully.
Esse tipo de proteção de carta – enterrar uma mensagem secreta em outra mensagem, de modo que não possa ser detectada – é conhecido como esteganografia.
A Dança dos Dragões faz de tudo para educar os leitores de que nem sempre se pode confiar nos meistres com segredos: ouvimos isso de Wyman Manderly e Barbrey Dustin. No entanto, se um rei ou outro oficial escrever suas cartas com mensagens secretas esteganográficas, os verdadeiros detalhes serão ocultados até mesmo dos meistres. Na verdade, foi exatamente isso que observamos na carta de Walder Frey a Tywin Lannister.
Meu objetivo final neste ensaio é convencê-lo de que a Carta Rosa é uma mensagem esteganográfica de Mance Rayder para Melisandre. A forma como foi escrita esconde seus segredos de qualquer meistre (ou Jon Snow) que tente interpretá-la.
A principal desvantagem de tentar decifrar qualquer mensagem esteganográfica é esta:
Por que eles não encontraram nada? Talvez eles não tenham procurado o suficiente. Mas há um dilema aqui, o dilema que capacita a esteganografia. Você nunca sabe se há uma mensagem oculta. Você pode pesquisar e pesquisar, e quando não encontrar nada, você pode apenas concluir “talvez eu não procurei com atenção”, mas talvez não haja nada para encontrar.
ESTRANHOS HORIZONTES, ESTEGANOGRAFIA: COMO ENVIAR UMA MENSAGEM SECRETA
Isso significa que a única maneira real de provar a você que Mance escreveu a Carta Rosa é se eu conseguir encontrar uma tradução irresistivelmente convincente de qualquer conteúdo secreto que ela possa ter.
E mesmo assim você pode argumentar que não é verdade. Embora eu espere que você não diga isso quando terminar este ensaio.

Querida Melisandre

Além de todos os pontos acima, Melisandre consegue tornar tudo ainda mais explícito. Antes da chegada da Carta Rosa, Melisandre diz:
Todas as suas perguntas serão respondidas. Olhe para os céus, Lorde Snow. E, quandotiver suas respostas, envie para mim. O inverno está quase sobre nós. Sou sua única esperança.
(ADWD, Jon XIII)
Isso parece enfaticamente dizer a Jon que ela quer vê-lo depois que a carta chegar.
Observe como ela está lá quando Jon decide ler a carta em voz alta no Salão dos Escudos. Eu sei que isso parece um detalhe trivial, mas considere que ela não apareceu antes do início da reunião e que ela desapareceu quase imediatamente após Jon terminar.
Isso está relacionado à principal preocupação que a vemos expressar em sua conversa com Jon antes da chegada da carta: abandonar a caminhada para resgatar os que estavam em Durolar.
Mas por que?
Este é um ponto que revelarei mais tarde no Manifesto. Por enquanto, deve bastar saber que Melisandre queria ver ou ouvir o conteúdo dessa carta.

VERNÁCULO SELVAGEM

Nas próximas duas seções, demonstrarei por que a Carta Rosa foi escrita por Mance. Esta primeira seção consiste em detalhes o que vemos no texto, a linguagem usada e assim por diante.
Em particular, existem frases que são bastante específicas para Mance (ou que excluem Ramsay), e também detalhes que são específicos para a conspiração Mance-Melisandre.
Se minuciosas listas de evidências o aborrecem, pule para a próxima seção.

“Falso Rei”

Esta frase é especificamente o que Melisandre usa para se referir a Mance Rayder, ela o chama de falso rei duas vezes. Quase não aparece em nenhum outro lugar em A Dança dos Dragões , a exceção sendo uma instância onde Wyman Manderly declara Stannis um falso rei.

“Corvos Negros”

Os selvagens são as únicas pessoas que usam os termos corvo ou corvo negro em um sentido depreciativo.
A única exceção a isso é Jon Snow (o que é interessante), quando ele está tentando convencer o povo livre.

“Princesa Selvagem” e “Pequeno Príncipe”

O termo princesa selvagem abunda na Muralha, uma invenção dos irmãos negros que então se espalhou entre os homens da rainha.
O pequeno príncipe foi especificamente apresentado na Muralha, primeiro por Melisandre e depois por Goiva:
Melisandre tocou o rubi em seu pescoço. – Goiva está amamentando o filho de Dalla, além do seu próprio. Parece cruel separar nosso pequeno príncipe de seu irmão de leite, senhor.
(ADWD, Jon I)
Faça o mesmo, senhor. – Goiva não parecia ter nenhuma pressa em subir na carroça. – Faça o mesmo pelo outro. Encontre uma ama de leite para ele, como disse que faria. Prometeu-me isso. O menino... o menino de Dalla... o principezinho, quero dizer... encontre uma boa mulher pra ele, pra que ele cresça grande e forte.
(ADWD, Jon II)
Embora uma pessoa possa pensar que Melisandre está sugerindo de maneira sutil que sabe sobre a troca do bebê, isso não fica claro. O trecho sobre Goiva certamente deixa isso explícito.
O verdadeiro ponto aqui é que a terminologia aqui só foi vista antes na Muralha. Além disso, uma vez que nem Val nem o filho de Mance são verdadeiramente da realeza, não faz muito sentido que Mance ou qualquer uma das esposas de lança digam que são, mesmo que sob tortura.

Para que todo o Norte possa ver

O autor afirma que tem Mance Rayder em uma jaula para que todo o Norte possa ver.
Mance disse algo muito semelhante a Jon anteriormente:
Ele queimou o homem que tinha que queimar, para todo mundo ver. Fazemos o que temos que fazer, Snow. Até mesmo reis.
(ADWD, Jon VI)

INCLINAÇÃO PARA A SAGACIDADE

Além dos vários atributos já citados que favorecem Mance como autor, há um que se sobressai a todos:

Disfarçado de Camisa de Chocalho

Observe:
Vou patrulhar para você, bastardo – Camisa de Chocalho declarou. – Darei conselhos sábios, ou cantarei canções bonitas, o que preferir. Até lutarei por você. Só não me peça para usar esse seu manto.
(ADWD, Jon IV)
É muito difícil negar que esta não seria uma grande alusão ao próprio Mance em quase todos os detalhes. É tão certeiro que estou surpreso de que Melisandre ou Stannis não o tenham repreendido ou o mandado calar a boca.
Stannis queimou o homem errado.
Não. – O selvagem sorriu para ele com a boca cheia de dentes marrons e quebrados. – Ele queimou o homem que tinha que queimar, para todo mundo ver. Fazemos o que temos que fazer, Snow. Até mesmo reis.
(ADWD, Jon VI)
Esta é uma maneira inteligente de sugerir que Stannis queimou o Camisa de Chocalho verdadeiro no lugar de Mance, apenas porque o mundo precisava ver Mance morrer, não porque os crimes de Mance justificassem a execução.
Eu poderia visitar você tão facilmente, meu senhor. Aqueles guardas em sua porta são uma piada de mau gosto. Um homem que escalou a Muralha meia centena de vezes pode subir em uma janela com bastante facilidade. Mas o que de bom viria de sua morte? Os corvos apenas escolheriam alguém pior.
(ADWD, Melisandre)
Como observei em outro ponto do texto, muito provavelmente se esperava que Mance subisse aos aposentos de Jon e lesse suas cartas, se assim fosse necessário para descobrir o local do casamento. Portanto, esta passagem parece ser uma dica engraçada de que ele pode ter estado nos aposentos de Jon, sem nunca tê-lo matado.

Disfarçado de Abel

O apelido de Mance por si só é uma pista inteligente, mas ele dá um passo além em muitos aspectos ao se passar por Abel.
Perto do palanque, Abel arranhava seu alaúde e cantava Belas donzelas do verão. Ele se chama de bardo. Na verdade, é mais um cafetão.
(ADWD, O Príncipe de Winterfell)
Aparentemente, muito pouco se sabe sobre a música. No entanto, um exame cuidadoso de um capítulo em A Tormenta de Espadas revela o primeiro verso da música (pelo menos na minha opinião):
– Vou à Vila Gaivota ver a bela donzela, ei-ou, ei-ou...
Co’a ponta da espada roubarei um beijo dela, ei-ou, ei-ou.
Será o meu amor, descansando sob a tela, ei-ou, ei-ou.
(ASOS, Arya II)
Uma escolha de música inteligente considerando sua inspiração em Bael, o lendário ladrão de filhas que se escondeu nas criptas Stark.
O mesmo poderia ser dito sobre a deturpação de “A Mulher do Dornês” quando ele mudou a letra para ser sobre a “filha de um nortenho”.
Além disso, há ocasiões em que ele toca uma música “triste e suave”, que já demonstrei ser um sinal para as esposas de lança.

UMA TRADUÇÃO LINHA-A-LINHA

Essa é a parte essencial do texto. Vou percorrer toda a Carta Rosa e explicar o que ela realmente diz. Lembre-se de que você deve ter chegado a este ponto no Manifesto tendo lido os textos anteriores, o que significaria que você já assumiu as seguintes premissas (ou pelo menos suspendeu sua descrença sobre elas):
Há apenas uma nova suposição que eu gostaria de fazer, uma bem sensata:
Mance saber esse único detalhe fornece uma pista impressionante para decifrar a Carta Rosa.
Agora vamos lá...

Primeiro parágrafo

Seu falso rei está morto, bastardo.
Isso significa que Stannis fingiu sua morte.
Ele e toda sua tropa foram esmagados em sete dias de batalha.
Isso diz mais ou menos a mesma coisa. Eu acredito que diz ainda mais, mas vou guardar para mais tarde.
Estou com a espada mágica dele.
Como parte da simulação de sua morte, a Luminífera de Stannis será levada para "Ramsay". Isso permite que os Boltons concluam que Stannis está morto, apesar haver uma quantidade limitada de outras evidências sobre isso.
Conte isso para a puta vermelha.
Literalmente, isso está instruindo Jon a contar a Melisandre. É muito interessante que Melisandre tenha implorado a Jon para 'envia-a para mim' depois de ler a carta, e o autor da carta está sugerindo exatamente a mesma coisa.
Coletivamente, o primeiro parágrafo parece um resumo dos principais detalhes: está dizendo que Stannis fingiu sua morte, provavelmente ganhou a batalha, mas que os Boltons estão convencidos da própria vitória. É muita informação de inteligência transmitida em um único parágrafo.
A linha sobre a espada é o que eu acredito ser um sinal a Melisandre para que começasse quaisquer próximos passos que ela tenha em mente (que serão discutidos posteriormente neste Manifesto).

Segundo parágrafo

Os amigos do seu falso rei estão mortos.
Isso significa que os aliados de Stannis também estão fingindo morte. Muito provavelmente, isso significa as tropas daqueles que viajam com Stannis. Por exemplo, Mors Papa-Corvos e seu bando de meninos verdes.
Suas cabeças estão sobre as muralhas de Winterfell.
Usar 'sobre' no sentido de estar perto de algo, isso significa que Mors está nas redondezas de Winterfell.
Venha vê-los, bastardo.
Esta é uma das várias provocações da carta, embora implique que Jon deveria viajar para Winterfell.
Seu falso rei mentiu, e você também. Você disse ao mundo que queimou o Rei-para-lá-da-Muralha.
[na versão brasileira, a frase começa com “Seu falso rei morreu, e o mesmo acontecerá com você”, uma tradução errada do texto original]
Este é o início do anúncio de que Mance Rayder está vivo. A parte em que o autor diz 'Você disse ao mundo' é muito semelhante ao que Mance disse a Jon: “Ele queimou o homem que tinha que queimar, para todo mundo ver. Fazemos o que temos que fazer, Snow. Até mesmo reis.” (ADWD, Jon VI)
Em vez disso, você o enviou para Winterfell, para roubar minha noiva.
Isso informa Jon e Melisandre que Mance terminou em Winterfell. Isso é importante porque, se você se lembra, Mance partiu originalmente para Vila Acidentada. Esta linha, portanto, confirma para onde Mance foi. Também revela que o autor conhecia a missão de Mance.
No todo, o parágrafo parece sugerir que Jon ou alguém precisa se juntar a Mors do lado de fora de Winterfell.
Este parágrafo declara ainda que Jon quebrou seus votos ajudando Stannis e Mance na tentativa de roubar Arya Stark. Isso é interessante porque Jon de fato não queria fazer isso, ele apenas queria resgatar Arya na estrada, presumindo que ela já tivesse escapado. O fato de a carta declarar esses detalhes mostra um esforço calculado para minar a honra e a legitimidade de Jon.

Terceiro parágrafo

Terei minha noiva de volta.
Isso nos diz claramente que “Arya” foi resgatada.
Se quer Mance Rayder de volta, venha buscá-lo. Eu o tenho em uma jaula, para que todo o Norte possa ver, a prova de suas mentiras.
Isso requer uma perspicaz (porém, simples) interpretação da falsa execução do próprio Mance.
Se assumirmos que minha teoria no Confronto nas Criptas está correta, duas observações podem ser feitas:
O acréscimo de ' prova de suas mentiras ' indica que Ramsay não está sob a magia de disfarce e, portanto, caso ele seja encontrado, isso arruinaria o truque.
Tudo isso somado, a implicação da frase dupla:
A jaula é fria, mas fiz um manto quente para ele, com as peles das seis putas que o seguiram até Winterfell.
Esta é uma referência à maneira como Melisandre disse que as seduções [glamors] funcionam: vestindo-se a sombra de outra pessoa como capa. Também parece uma possível alusão a usar a pele de outra pessoa, de acordo com o conto de Bael, o Bardo.
Na íntegra, o terceiro parágrafo parece deixar uma mensagem de que Mance conseguiu se disfarçar de Ramsay, que Ramsay está vivo como um prisioneiro nas criptas e que ninguém parece saber disso. Também pode significar que nenhuma das esposas de lança traiu seu segredo.

Quarto parágrafo

Ao contrário dos parágrafos anteriores, acredito que o quarto parágrafo é direcionado diretamente a Jon Snow. Melisandre pode saber o segredo por trás de seu conteúdo, mas este parágrafo foi elaborado para ter um efeito específico sobre Lorde Snow.
Quero minha noiva de volta. Quero a rainha do falso rei. Quero a filha deles e a bruxa vermelha. Quero sua princesa selvagem. Quero seu pequeno príncipe, o bebê selvagem. Quero meu Fedor.
Essas frases apresentam uma lista de demandas, muitas das quais Jon não tem capacidade de cumprir. Ele não tem permissão para enviar Selyse, Shireen, Melisandre, Val ou o filho de Mance para Winterfell.
Além disso, ele não tem ideia de quem é Fedor.
E independentemente da identidade de Ramsay (o real ou o disfarçado), ambos saberiam que Jon não tem ideia de quem é Fedor.
Esses pedidos colocaram Jon em uma posição tênue. A carta declara abertamente que Jon violou seus juramentos à Patrulha da Noite, participou de uma mentira quando colaborou para resgatar Arya usando Mance, o que também beneficiou a causa de Stannis.
Mande-os para mim, bastardo, e não incomodarei você e seus corvos negros. Fique com eles, e eu arrancarei seu coração bastardo e o comerei.
Esta ameaça sugere fortemente que Jon precisa cooperar ou ele será atacado. Considerando que os Boltons são aliados dos Lannisters, é razoável concluir que os Boltons também usariam a oportunidade para destruir as forças de Stannis em Castelo Negro e fazer muitos reféns.
A carta deixa claro: o envolvimento de Jon com Mance e Stannis resultou em uma ameaça à Muralha, à Patrulha da Noite e à família de Stannis e ao assento de poder.
Jon é então forçado a um dilema:
Em ambos os casos, ele está ferrado e proscrito como um violador de juramentos.
Então, por que Mance enviaria uma linguagem tão provocativa para Jon e Melisandre?
A resposta deriva de vários fatos, alguns dos quais serão discutidos posteriormente no Manifesto. Mas a resposta simples é esta:
O que posso dizer neste momento é que Mance, Melisandre e Stannis sabem que Jon estava disposto a violar seus votos quando era necessário servir à Patrulha da Noite (e por extensão aos sete reinos).
Forçando Jon a se tornar um violador de juramentos, Melisandre e Stannis são capazes de usá-lo de outras maneiras, particularmente de maneiras que não envolvem sua permanência na Patrulha.
Com que propósito Stannis e Melisandre usariam Jon Snow, o violador de juramentos?
Infelizmente para Jon, ele mesmo forneceu a Stannis o motivo para 'roubá-lo' da Patrulha da Noite.
Explicar melhor isso é um dos pontos principais do Volume III do Manifesto.

CONCLUSÕES

A carta como um todo parece ser coerente com as teorias que descrevi até agora, particularmente com o resultado do ‘confronto nas criptas’.
Como discuto nos apêndices, também é coerente com algumas interpretações reveladoras das visões de Melisandre.
Obviamente Melisandre acreditava que a Carta Rosa responderia às perguntas de Jon sobre Stannis, Arya e Mance, e a carta o fez. Ela pensou que isso o obrigaria a confiar nela.
Embora a Carta Rosa tenha respondido suas perguntas, ele ignorou tanto a carta quanto Melisandre quando se recusou a procurá-la e agiu por conta própria. Acredito que isso se deva em grande parte ao fato de ele não perceber que havia segredos no texto; ele entendeu a carta pelo significado literal.
Existem algumas grandes questões que permanecem abertas:
Além disso, parece que Melisandre queria um ou ambos das seguintes coisas:

IMPLICAÇÕES

As perguntas e conclusões que podemos fazer parecem sugerir que chegamos a um beco sem saída. De fato, se continuarmos a tentar entender as coisas pelo ângulo de Mance Rayder, será.
Se dermos um passo para trás e começarmos a investigar algumas das outras pistas, preocupações e mistérios em A Dança dos Dragões, surgem novas ideias que nos levam de volta a Mance e Stannis.
Para aguçar seu apetite, aqui estão as questões importantes, antes de avançarmos para o próximo volume do Manifesto:
Essas e outras perguntas são respondidas no próximo volume do Manifesto, ‘O Reino irá Tremer’.
E, finalmente, para terminar com algum floreio, aqui está uma passagem de A Dança dos Dragões:
O Donzela Tímida movia-se pela neblina como um homem cego tateando seu caminho em um salão desconhecido.
(ADWD, Tyrion V)
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]

Tendências Suicidas

Texto original: https://cantuse.wordpress.com/2014/09/30/suicidal-tendencies/
Autor: Cantuse
Partes traduzidas: 1) A Estrada Para Vila Acidentada, 2) Uma Aliança de Gigantes e Reis, 3) Despindo o Homem Encapuzado, 4) Confronto nas Criptas
---------------------------

MANIFESTO: VOLUME II, CAPÍTULO V

Embora Stannis possa ser vitorioso em sua batalha na Vila dos Arrendatários, ele ainda enfrentará uma tarefa impossível: tirar Winterfell dos Boltons.
Parece ridículo pensar que Stannis, um veterano de vários cercos, marcharia de bom grado, com um menor número de homens, assolado por tempestades e sem provisões, em direção a um castelo. Sugerir que ele fez isso apenas com base na é inverossímil.
Stannis tem uma crença muito estrita a respeito do uso do acaso ou do destino para orientar estratégias:
– Se é uma palavra para tolos.
(ADWD, Jon IV)
Mesmo com Mance causando estragos dentro das paredes de Winterfell, Stannis precisa especificamente de uma maneira de tornar a tomada de Winterfell plausível - uma maneira que não envolva destruir seu próprio exército no processo.
Lembre-se de que Stannis também deseja que o norte se una à sua causa. Isso significa que ele também deseja derrotar os Boltons de uma maneira que não prejudique sua capacidade de negociar com os vassalos do norte. Ele não quer matar os nortenhos se isso puder ser evitado.
Agora, antes de continuar e revelar os planos de Stannis, devo parar e perceber uma falsa premissa que muitos leitores assumiram:
Isso é uma falsidade .
Para tomar o castelo, Stannis só precisa que não haja resistência em Winterfell. Na verdade, a remoção dessa resistência pode ser realizada com combate (coreente com a falsa suposição). Mas existem outras maneiras: astúcia, manobras estratégicas e assim por diante.
Há evidências sutis, mas convincentes, de que Stannis está realmente envolvido em tais truques inteligentes. Em particular:
A teoria da Lamparina da Noite mostra que Stannis desenvolveu uma tática brilhante para lidar com os Freys que se aproximam. Mesmo se for verdade e Stannis aniquilar completamente os Frey, ficamos com um dilema.
O que acontece depois?
Como Stannis planeja realmente tomar a inexpugnável Winterfell?
Tomar Winterfell é um esforço multifatorial. O que precisamos saber agora é qual papel Stannis deverá desempenhar após sua vitória [sobre os Frey].
Felizmente, temos evidências e implicações suficientes nos livros para identificar seus planos, com grande certeza. Especificamente, parece que Stannis planeja fazer o seguinte:

UM DESEJO DE MORRER

Por que Stannis iria querer fingir sua própria morte?
Que evidência há de seu desejo de fazer isso?
Para responder a essas perguntas, precisamos discutir a aparente insanidade de Stannis em A Dança dos Dragões e, em particular, o desejo de morte que ele parece ter. Ele parece obcecado em pegar Winterfell (ou Forte do Pavor), a ponto de parecer um tolo.

Morte certa

Ao longo de A Dança dos Dragões , Stannis declara que 'morrerá tentando' tomar Winterfell ou derrotar os Boltons:
Jon percebeu que suas palavras tinham sido desperdiçadas. Stannis tomaria o Forte do Pavor. Ou morreria tentando.
(ADWD, Jon IV)
...
– Mas nós marcharemos e libertaremos Winterfell ... ou morreremos na tentativa."
(ADWD, O prêmio do rei)
...
– Pode ser que percamos esta batalha, – disse o rei sombriamente. – Em Braavos você pode ouvir que morri. Pode até ser verdade. Não obstante, você deve encontrar meus mercenários.
(TWOW, Theon – tradução de Gelo & Fogo .com)
A terceira passagem em particular sugere que Stannis poderia muito bem terminar em uma posição em que ele aparentasse estar morto, mas na verdade não está.
Por que Stannis diria que 'pode até ser verdade' senão para indicar que pode muito bem ser falso?
O subtexto aqui implica ainda que qualquer boato de sua morte é, de fato, mais provável de ser falso.

Benefícios por morte

Qual é o benefício de fingir sua morte?
Existe um motivo importante para fingir sua própria morte. A aritmética simples mostra que Stannis não tem nenhuma maldita chance de derrotar as forças de Bolton enquanto eles ocupam Winterfell.
O que Stannis precisa é de uma maneira de tornar Winterfell "madura para ser tomada". E dada sua insuficiência militar, Stannis tem apenas um recurso:
Um dos benefícios mais óbvios de parecer estar morto é que os Boltons baixarão a guarda. Eles não serão necessariamente tolos, mas no mínimo isso reduz suas preocupações com uma ameaça iminente e permite que os Boltons e seus aliados se concentrem em outras demandas.
Agora, se você se lembra, o casamento de Ramsay com Arya ocorreu algum tempo antes dos eventos dos dois últimos capítulos de Theon em A Dança dos Dragões (Um fantasma em Winterfell e Theon). Esta foi a principal razão pela qual os senhores do norte foram convocados para Winterfell.
Existem duas razões principais que mantiveram a maioria dos lordes em Winterfell:
Esses mesmos senhores, de lealdade variada, também têm seus próprios problemas: em particular, cuidar de suas propriedades e pessoas agora que o inverno chegou. Com Stannis fora do caminho, os vassalos ficam muito mais empoderados. Alguns podem pedir licença para voltar para casa.
Claro, existem vários fatores desconhecidos que podem afetar este resultado, a nevasca e / ou fatores políticos imprevistos podem manter alguns lordes em Winterfell.
No entanto, podemos ver um benefício claro para Stannis se ele fingir sua morte:
Ao convencer o mundo de que ele está morto, podemos ver a possibilidade emergente:
Se Stannis fingir sua morte, ele poderá conseguir *obrigar os aliados de Bolton a deixarem Winterfell.
Esta é uma observação interessante. Obrigar os Boltons ou seus aliados a deixar Winterfell certamente reduziria o contingente do castelo e o tornaria mais fácil de tomar. Está ainda de acordo com minha observação de que tomar o castelo não requer necessariamente a derrota de Roose Bolton.
Mas como Stannis obrigaria os Boltons e / ou seus aliados a partir de Winterfell?
A resposta é simples:
Simplificando, ele precisa enviar homens para atacar ou capturar alvos de grande valor para os Boltons e seus aliados.
Se Stannis estivesse vivo, qualquer truque que ele fizesse para atrair aliados de Winterfell iria falhar: Bolton é muito esperto para cair neles (exceto quando mandou embora os briguentos Freys e Manderlys). No mínimo, Bolton não sacrificaria sua posição vantajosa em prol do que ele sabe que são prováveis fintas.
Mas se Stannis estiver morto, o jogo mudou. Essas tentativas de atrair aliados de Winterfell não podem mais ser percebidas como fintas, porque Stannis não existe mais. Assim, se os Boltons não conseguirem lidar com esses atentados, eles minarão sua própria autoridade porque isso será visto como uma negligência das preocupações de seus vassalos.
Qualquer sussurro sobre uma reminiscente tropa de Stannis arruinaria o efeito.
* * *
Como você pode ver, fingir-se de morto permite que Stannis bagunce completamente os Boltons. Ao enviar 'tropas substitutas' para atrair aliados de Winterfell, ele lucra diretamente reduzindo o contingente no castelo.
Além disso, fingindo-se de morto, Stannis é capaz de marchar sob a cobertura da nevasca para uma posição virtualmente à sombra das grandes muralhas de Winterfell.
Ele está perfeitamente posicionado para tomar o castelo no momento oportuno.

FIGINDO-SE DE MORTO

Então, como Stannis realmente implementa o fingimento de sua morte?
É difícil avaliar como a farsa de Stannis seria realizada, mas é certo sua falsa morte é de fato prenunciada.
Dito isso, acredito que haja uma hipótese que emerge como sendo a mais técnica e tematicamente apropriada do que qualquer alternativa.

Notificação

Como “Ramsay” fica sabendo de sua aparente vitória na Vila?
Esse é um bom começo.
A resposta mais simplista seria que alguém informou Ramsay pessoalmente.
No entanto, não gosto dessa possibilidade, pelos seguintes motivos:
Os Karstarks estavam secretamente a serviço de Roose Bolton e enviando-lhe mensagens sobre a situação de Stannis. Os Karstarks também tinham dois corvos restantes para contatar Winterfell. Se Stannis fosse realmente derrotado, os Karstarks quase certamente enviariam um desses corvos a Winterfell anunciando uma vitória gloriosa. Pelo menos essa parece uma expectativa bastante razoável.
Assim, se Roose Bolton não recebesse tal carta, isso poderia deixá-lo desconfiado. Ele poderia suspeitar que a traição de Karstark foi revelada, e que ele também não pode confiar nos corvos de Karstark.
Se houvesse alguma implicação de que o plano dos Karstark foi revelado, isso prejudicaria a confiança de Bolton em qualquer coisa que supostamente viesse dos Karstark.
Portanto:
Talvez seja esta a razão pela qual ele não sentenciou o meistre dos Karstark à morte, mas sim a uma 'cela' para aguardar o julgamento de Stannis. Compare isso com a maneira com a qual ele lidou com os Karstarks, onde imediatamente os sentenciou à morte.
– Vocês são homens mortos, entendam isso,– o rei prosseguiu. – Apenas a maneira de sua execução ainda está para ser determinada. Eu os aconselharia a não desperdiçar meu tempo com negativas. Confessem, e terão o mesmo fim rápido que o Jovem Lobo deu a Lorde Rickard. Mintam, e queimarão. Escolham.
(TWOW, Theon – Tradução de Gelo & Fogo .com)
Observe que Stannis também mantém os corvos com ele .
O rei se inclinou para trás na cadeira.
– Tirem-no daqui, – ordenou. – Deixem os corvos. – Uma veia latejava em seu pescoço. – Confinem esse desgraçado cinza em uma das cabanas até que eu decida o que deve ser feito com ele.
(TWOW, Theon – Tradução de Gelo & Fogo .com)

Retorno a Winterfell

Se Stannis simular sua morte, quem retornará a Winterfell?
Supondo que Stannis tenha fingido sua morte e pretenda selar a ilusão, os aliados de Bolton devem retornar a Winterfell, vivos e bem.
Agora, se você presumir, como eu, que faz mais sentido se Stannis enviar uma carta se passando por Karstarks, há uma resposta óbvia:
Os Karstarks tem que estar entre aqueles que retornam.
Mas se todos os nobres dos Karstark (Arnolf e seus parentes) são traidores e Stannis os condenou à morte, como isso aconteceria?
Só existe uma possibilidade, me parece:
NOTA: Explicar este argumento é uma tarefa bastante substancial. Não é que seja complexo, ou que eu ache muito forçado para ser verdade. Na verdade, é que a evidência sugerindo o envolvimento de Arthor Karstark é substancial e representa um desvio do verdadeiro ponto deste ensaio.
Você encontrará os argumentos e evidências que sugerem o envolvimento de Arthor no ensaio O Sol Nascente do Inverno, localizado nos apêndices.
Eu acredito que Arthor e os Karstarks são a única peça verdadeiramente crucial, o único aliado de Bolton que deve retornar para que a ilusão funcione. A composição do resto das forças é altamente variável e imprevisível.
Algumas observações devem ser feitas neste ponto:
Para recapitular esta seção, apenas os Karstarks são realmente necessários em Winterfell:

Prova da morte

Supondo que homens retornassem a Winterfell alegando que Stannis estava morto, eles quase certamente precisariam demonstrar uma prova disso.
Luminífera seria um grande sinal para os Boltons e seus aliados de que Stannis estava morto. Parece razoável acreditar que Stannis nunca cederia voluntariamente a lâmina, apenas com sua morte ela seria tirada de suas mãos.
Assim como argumentei que a persona pública de Stannis mascara um engano, o mesmo acontece com a espada: o “poder” que as pessoas projetam em uma suposta espada mágica os cega para a falsidade que ela esconde.
Isso também corroboraria a Carta Rosa, uma vez que “Ramsay” declarou que tinha Luminífera.

De todo modo

Deixando de lado as especulações, há um tema comum, um resultado final unificador que parece inteiramente provável:
Stannis teria escrito a Winterfell para informá-los de sua “morte” e da gloriosa vitória dos Karstarks, Freys e Manderlys.
Enquanto isso, Stannis terá avançado com a maioria de suas forças para Winterfell, fingindo estar morto. Alguma parte do exército de Stannis entrará em Winterfell para atestar sua derrota, fornecendo as evidências necessárias.

JOGO JUSTO

Como mencionei acima, se Stannis fingir sua própria morte, ele será capaz de manipular os assuntos no norte. Ao atacar as propriedades de vários senhores, ele pode tirar aliados Bolton de Winterfell e, assim, enfraquecer o castelo.

Seleção de Alvo

Mas precisamos lembrar, Stannis não quer destruir os contingentes militares dos senhores do norte. Muito pelo contrário, ele deseja recrutar essas capacidades militares para sua própria campanha. Ele deseja sua lealdade e força, não desconfiança e fraqueza.
Afinal, de que adianta a lealdade deles se não podem ajudá-lo a garantir sua coroa? De que adianta a força deles se eles são desconfiados?
Isso nos leva a uma grande questão:
Se Stannis pretende ameaçar as propriedades dos vassalos (para tirá-los de Winterfell), em que vassalos ele vai mirar?
Stannis precisa ser cuidadoso na escolha de alvos, para não arriscar sua habilidade de forjar alianças depois de derrotar os Boltons.
Isso significa que ele deve ter cuidado ao escolher quais senhores do norte ele almeja para uma ação militar. Com isso, quero dizer que Stannis deve restringir suas metas àqueles que atendam a um dos seguintes requisitos:
Também deve ser notado que Stannis gostaria de minimizar os danos aos soldados comuns e aos plebeus, para torná-los menos propensos a odiar seu governo.
Isso obviamente nos leva a uma outra questão, e ao ponto principal desta seção:
Qual dos senhores do norte Stannis pode “atacar” com relativa impunidade?
NOTA: Por “ataque” quero dizer ameaçar (para incluir uma ação militar contra seus exércitos) e invadir suas terras e castelos.
Responder a essa pergunta é surpreendentemente fácil quando você pensa a respeito.

Lealdades irrevogáveis e recuperáveis

Stannis sabe que todos os senhores do Norte têm motivos para odiar Bolton secretamente, exceto dois: Dustin e Ryswell.
– Os Ryswell e os Dustin são ligados à Casa Bolton pelo casamento – Jon informou. – Os
outros perderam seus senhores em batalha.
(ADWD, Jon IV)
Se algum dos senhores do Norte fosse impossível de dominar, seria Dustin e Ryswell: vinculado aos Boltons por sangue. Isso é relevante porque dá a Stannis um aliado Bolton que ele pode atacar com relativa impunidade.
Além disso, os Frey também jogaram sua sorte com os Boltons.
Isso significa que Stannis tem várias casas que ele pode atacar sem se importar muito:
NOTA: Este é um ponto não relacionado, mas observe que todos os assassinatos de Winterfell em A Dança dos Dragões envolvem vítimas de cada uma dessas casas.
* * \*
Como vê, Stannis tem uma boa lista de alvos, pontos fracos que pode explorar para atrair pessoas de Winterfell.
A única coisa que precisamos fazer agora é provar que ele tem os meios e a oportunidade de explorar esses vassalos, um assunto explorado ao longo do restante do Manifesto.

CONCLUSÕES

Não vou insistir no assunto. Os pontos principais deste ensaio:
Eu gostaria de dar um passo para trás e trazer novamente à tona Nicolau Maquiavel, sobre quem discuti em Gênio Maquiavélico. Se você se lembra, estabeleci a noção de que Stannis e o famoso pensador italiano compartilham muitos dos mesmos princípios políticos e militares.
O que eu acho incrivelmente incrível sobre essa conexão anterior é o seguinte:
Maquiavel é apocrifamente famoso por propor a ideia de falsificar a própria morte para fins políticos.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]

Eu queria ter um teclado, mas não tenho coragem pra pedir um de presente...

É isso, eu queria muito aprender a tocar mas, não tenho coragem pra pedir pra me darem um.
"Ah, por que não compra você mesmx então?"
Então, minha mãe tem aquela loucura de eu ter economizar dinheiro pra faculdade, então, é, não posso tirar do meu próprio dinheiro pra comprar kk.
Por que eu não tenho coragem? Cara, eu sou do tipo de pessoa que começa a gostar de algo, mas depois de um tempo deixa pra lá e bem, já tô mal na fita com esse tipo de coisa, mas eu sei que isso, eu nunca deixaria de lado porque, música sempre foi a minha paixão, cresci ouvindo playlists bem ecléticas, mas a minha admiração pelo piano, eu sinto como se fosse um segredo pras outras pessoas. E é esse o outro motivo de eu não ter coragem pra pedir pra ganhar um...
Pra você que tem um teclado ou piano, que bom, eu torço para que você goste de tocar e que nunca perca o gosto pelos teclados e pelo som maravilhoso que eles fazem...
Boa noite para todos vocês.
submitted by gatupistoladu to desabafos [link] [comments]

Comecei a estudar 10 horas por dia e não é tão difícil quanto eu pensava. Estou orgulhoso de mim mesmo kkkkkk

Só pra compartilhar e encorajar quem precisa estudar (o Brasil está precisando MUITO de trabalho intelectual, tem muita coisa pra se fazer no nosso país!)...
Nos meus dias livres, consigo estudar até 10 horas. É até simples: faço 4 sessões de 2h30min. Duas de manhã e duas à tarde. Faço intervalos curtos, 15-20 min (a não ser para o almoço) assim tenho mais tempo livre no fim do dia.
Pelo menos pra mim, o segredo é dormir cedo e acordar o mais cedo possível, assim assumo um compromisso maior (acordar 5 da manhã e fazer o dia render é uma MARAVILHA!). Pra me sentir menos cansado: café, exercícios físicos, banho gelado (dá um reset no cérebro... uma vez fui a uma sauna, eles ensinam a fazer 10 min de sauna quente e depois se jogar num jacuzzi gelado por 30 segundos). Enfim, depois de um banho frio, estou preparado pra mais duas horas e meia de concentração. Para estudo que não requer leitura direta ou escrita (tipo uma vídeo aula), algumas vezes vejo em pé enquanto faço alongamento. Procuro seguir uma alimentação vegetariana e saudável. Até eu me impressiono como consigo me concentrar durante todo esse tempo e não me sinto exausto no fim do dia... sinto até um bem-estar. Tem gente que recomenda fazer sessões curtas (como a técnica pomodoro de 25 min)... pra mim não funciona, se eu ficar fazendo sessões curtas, muitos intervalos, ou intervalos longos, não rende e acabo desistindo. Uso um aplicativo como "Time Tracker" ou "Boosted" para manter estatísticas das minhas horas de estudo e trabalho.
Outra coisa que revolucionou a forma como estudo foi o Anki (talvez o aplicativo de memorização mais usado por universitários). Vc pode usar pra estudar qualquer coisa: matemática, línguas, ciências... Meio chatinho pra aprender a usar, mas vale muito a pena.
Outro segredo é cortar todos os maus hábitos: nada de acordar e já mexer no celular, grupos do zap, redes sociais, e durante o dia ficar vendo po... vídeos de gatinhos no youtube 😛... Isso pode acabar com seu dia. Quem é viciado sabe: uma tragada basta pra vc se afundar. Eu até nem deveria estar aqui no Reddit... mas vim compartilhar a experiência com vcs: usem menos o Reddit, vejam menos pornô, se afastem das redes... podem ter coisas boas (como esta postagem... hahah), mas não te dão diploma e nem um futuro.
Se puderem compartilhar suas dicas...

Edit: só pra deixar claro que "comecei" a estudar 10 horas por dia, como diz o título. Ou seja, faz pouco tempo (faz uma semana que estou estudando pesado mesmo). O objetivo da minha postagem não é vir aqui dizer que sou fodão 😂e tornei isso um hábito, uma rotina... Não, sou um simples mortal, com minha preguiça e meus vícios, assim como muitos que se expressaram aqui, eu luto pra estudar e encontrar disciplina. Só quis compartilhar que comecei e não foi tão difícil assim. Não custa tentar.
submitted by Cyberthinker to brasil [link] [comments]

Despindo o Homem Encapuzado

A teoria abaixo é parte de uma serie de textos escritos por Cantuse em seu blog. Link: https://cantuse.wordpress.com/2014/09/30/the-hooded-man-uncloaked/
-------------------------------

O MANIFESTO : VOLUME II, CAPÍTULO III

Provavelmente, um dos maiores mistérios de A Dança dos Dragões é a identidade do homem encapuzado. Muitas pessoas foram propostas, de Robett Glover a Harwin e ao próprio Theon em algum estado dissociativo.
No entanto, acredito que posso fazer uma conclusão mais convincente de que o homem encapuzado não é nenhuma dessas opções mais conhecidas. Este ensaio explica minha teoria sobre o homem encapuzado e seu propósito em Winterfell.
Colocando minhas cartas na mesa, aqui estão as principais afirmações que faço:
NOTA: Este ensaio pode ser controverso em sua construção e conclusões. Deve-se notar que a identidade do homem encapuzado não é verdadeiramente crítica para que o restante do Manifesto valha a pena. Este ensaio é bastante independente, não afetando mais nada no Manifesto.
Em outras palavras, se você não gosta deste ensaio, pode simplesmente ignorá-lo e continuar.
[...]

PRIMEIROS SINAIS DO GIGANTE

Eu gostaria de um breve momento para destacar algo importante.
– Para lutar com Lorde Stannis, temos que encontrá-lo primeiro – Roose Ryswell observou. – Nossos batedores saíram pelo Portão do Caçador, mas até agora nenhum deles retornou.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Batedores estão desaparecendo do lado de fora do Portão do Caçador. Este é o mesmo portão onde Mors Crowfood parece chegar um ou dois dias depois:
O rufar parecia estar vindo da Matadelobos, além do Portão do Caçador. Estão do lado de fora das muralhas.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
O desaparecimento dos batedores parece algo pelo qual Mors seria responsável. É consistente com o que encontramos no capítulo liberado de Theon de Os Ventos do Inverno: construir obstáculos e impedir ou matar aqueles que saem dos portões. No mínimo, Mors não quer que nenhum batedor encontre seu bando de garotos e informe a Roose Bolton.
Mais importante, os batedores ausentes indicam que Mors estava realmente fora de Winterfell há pelo menos um dia (talvez mais) antes de tocar seus berrantes de guerra.
Mas por que ele ficaria lá aguardando em segredo?
Para responder a essa pergunta, temos que mergulhar no mistério do homem encapuzado.

O IDIOTA DOS RYSWELL

É difícil imaginar o tipo de mente obtusa que é necessária para ser Roger Ryswell. Há algo de suspeito sobre a magnitude e a natureza de sua idiotice.
O Idiota dos Ryswell
Eu gostaria de um momento para mostrar algumas passagens:
– Um bêbado – Ryswell declarou. – Mijando da muralha, aposto. Escorregou e caiu.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
:::
– Esses mortos eram todos homens fortes – disse Roger Ryswell –, e nenhum deles foi apunhalado. O Vira-Casaca não é nosso assassino.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
:::
Roger Ryswell grunhiu.
– Se não é ele, quem é? Stannis tem algum homem dentro do castelo, isso está claro.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
:::
Ryswell não estava convencido.
– Ele, no entanto, ama seus bifes, costelas e tortas de carne. Rondar o castelo na escuridão exigiria que deixasse a mesa. O único momento em que faz isso é quando procura a latrina para uma de suas longas horas agachado.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Vejam, pode ser apenas eu, mas não parece que ele está quase deliberadamente negando qualquer explicação possível para os assassinatos?
Da perspectiva de um leitor, não é também uma estranha coincidência que Roger faz afirmações que contradizem vários truques que nós realmente vimos em A Dança dos Dragões:
Roger nega que as três diferentes conspirações que descobrimos sejam verdadeiras ou se tornarão verdadeiras posteriormente no livro e rapidamente descarta o restante.
Como uma pessoa consegue ser tão boa em acidentalmente impedir uma investigação de assassinato?
Falta de contato visual
Quando você pensa no Homem Encapuzado e na descrição que temos dele, existem apenas dois detalhes que vêm à mente: sua capa e seus olhos.
Mais adiante, cruzou com um homem que vinha na direção oposta, uma capa com capuz agitando-se atrás dele. Quando se encontraram frente a frente, seus olhos se encontraram brevemente. O homem colocou a mão na adaga.
– Theon Vira-Casaca. Theon assassino de parentes.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Assim, vemos que Theon dá uma rápida olhada na capa do homem. Vemos também que Theon evita contato visual com o homem.
Essa falta de contato visual pode ser importante para determinar a identidade do homem encapuzado. Não há dúvida de que Theon evita o contato visual em geral, podemos supor que isso aconteça de vez em quando.
No entanto, gostaria de apontar outro exemplo muito interessante que mostra Theon evitando deliberadamente o contato visual ou olhar para o rosto de uma pessoa:
Pernas de Aço o levou pelo Grande Salão, até o solar que certa vez fora de Eddard Stark. Lorde Bolton não estava sozinho. A Senhora Dustin estava sentada com ele, o rosto pálido e severo; um broche de ferro com o formato de uma cabeça de cavalo prendia a capa de Roger Ryswell; Aenys Frey estava em pé perto do fogo, as bochechas vermelhas com o frio.
– Me contaram que você anda vagando pelo castelo – Lorde Bolton começou. – Homens reportaram terem visto você nos estábulos, nas cozinhas, nos barracões, nas ameias. Foi observado perto das ruínas das torres caídas, do lado de fora do velho septo da Senhora Catelyn, indo e vindo do bosque sagrado. Nega isso?
– Não, ‘nhor. – Theon fez questão de falar mal a palavra. Sabia que aquilo agradava Lorde Bolton. – Não consigo dormir, ‘nhor. Eu caminho. – Manteve a cabeça baixa, olhos fixos nas velhas tábuas corridas no chão. Não seria sábio olhar sua senhoria no rosto.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Você notou o rosto que Theon não conseguiu explicar?
A Senhora Dustin estava sentada com ele, o rosto pálido e severo; um broche de ferro com o formato de uma cabeça de cavalo prendia a capa de Roger Ryswell; Aenys Frey estava em pé perto do fogo, as bochechas vermelhas com o frio.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Por que obtemos descrições dos rostos de Barbrey Dustin e Aenys Frey, mas apenas a capa e o broche de Roger Ryswell? Ora, mesmo que Theon não olhe para Roose Bolton, ele pelo menos explica a razão para não fazer isso.
Tenha em mente que este interrogatório acontece logo após o encontro de Theon com o homem encapuzado, então o contato visual furtivo pode ser um indicativo de um comportamento continuado daquele encontro anterior.
Além disso, um detalhe extremamente pequeno é que Theon se detém na capa de Roger, o único outro detalhe que temos sobre o homem encapuzado.
Existem outros elementos interessantes do interrogatório de Theon:
Dedos perdidos
Quando a Senhora Dustin exige que Theon remova suas luvas: Roger Ryswell não mostra nenhum interesse nos dedos perdidos de Theon. Os outros participantes (Barbrey Dustin e Aenys Frey) comentam especificamente sobre suas mãos. Ryswell não o faz, em vez disso, descarta imediatamente Theon como um suspeito, não com base nos dedos, mas na falta de força de Theon. Ele também o chama de vira-casaca aqui. Talvez sua falta de interesse nas mãos de Theon seja porque ele acabou de vê-los.
Vassalos rivais
A outra coisa interessante sobre Ryswell aqui é sua aversão particular por Wyman Manderly. Embora insultar o personagem de Manderly seja muito comum, Manderly e Ryswell não têm grandes motivos para animosidade e, portanto, as observações de Ryswell sobre Wyman parecem bastante enfáticas:
– Ele, no entanto, ama seus bifes, costelas e tortas de carne. Rondar o castelo na escuridão exigiria que deixasse a mesa. O único momento em que faz isso é quando procura a latrina para uma de suas longas horas agachado.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Este é um insulto particularmente venenoso.
Há um homem no norte que fez comentários grosseiros deste tipo sobre Wyman. Mors Papa-Corvos Umber:
– Manderly? – Mors Umber fungou. – Esse grande saco bamboleante de banha? Seu próprio povo caçoa dele, chamando-o de Lorde Lampreia, segundo ouvi dizer. O homem quase não consegue andar. Se espetasse uma espada na sua barriga, dez mil enguias torceriam-se para fora.
(ACOK, Bran II)
Os Umbers e Manderlys são conhecidos por entrarem em conflito por várias questões, como a herança das propriedades da Senhora Hornwood. Independentemente de qualquer trégua atual que possam ter, Mors continua sendo uma pessoa improvável de conter tais comentários depreciativos.
Agora você pode ver que estou começando a afirmar os dois pontos a seguir:
Devo admitir que, até agora, apresentei evidências interessantes, porém circunstanciais.
Não tenho dúvidas de que esses pontos parecem apenas parcialmente sólidos até agora. Mas tenha fé. O resto virá em alguns instantes.

O GRILHÃO DE RUBI

Então, onde está o “grilhão de rubi” - a braçadeira que Melisandre colocou em Mance Rayder em A Dança dos Dragões?
Sabemos que esse grilhão parecia criar e sustentar um glamour (ou ilusão), que Mance Rayder era na verdade Camisa de Chocalho.
Esta parece ser uma ferramenta incrivelmente valiosa, especialmente quando se fala sobre os tipos de atividade furtiva em que Mance e Mors estão envolvidos.
Então onde está? O que pode ser feito com isso?
Mance Revelado
Em primeiro lugar, sabemos que Mance não está usando a braçadeira de rubi, ou que ela pelo menos está desativada. Sua aparência como Abel é muito parecida com sua aparência original em A Tormenta de Espadas:
Uma mulher grávida estava em pé junto a um braseiro, cozinhando algumas galinhas, enquanto um homem grisalho com um esfarrapado manto preto e vermelho estava sentado numa almofada, de pernas cruzadas, tocando uma alaúde e cantando.
(ASOS, Jon I)
O Rei-para-lá-da-Muralha não se parecia em nada com um rei, e tampouco se parecia com um selvagem. Era de média estatura, magro, com feições bem definidas, astutos olhos castanhos e longos cabelos castanhos já quase totalmente grisalhos.
(ASOS, Jon I)
Os dedos de Abel dançavam pelas cordas de seu alaúde. A barba do cantor era castanha, embora seu longo cabelo já estivesse em grande parte cinza.
(ADWD, Theon)
Então, como ele removeu o grilhão de rubi?
O texto deixa claro que o grilhão de rubi não interfere de forma alguma com o livre arbítrio de Mance, conforme implícito no conforto de Melisandre de que suas visões diriam se Mance era uma ameaça para ela, e em ela sentir que ter o filho de Mance é o que obriga a sua lealdade.
Com isso em mente, não há razão para deixar a algema em Mance.
Um fator adicional é o fato de que a Camisa de Chocalho é absolutamente horrível. Ninguém acreditaria que ele é um cantor e artista, e mesmo que acreditasse, sua aparência mereceria mais escárnio do que qualquer outra coisa.
Além disso, Melisandre tem interesse em ver Mance bem-sucedido. Se o grilhão de rubi pode ajudar nessa tarefa, parece não haver razão para que ela interfira. Afinal, a missão de Mance é vital para a campanha de Stannis, quão importantes são os segredos dela em comparação a isso?
As regras do jogo
Melisandre revela alguns dos mecanismos internos de seus glamours:
– Os ossos ajudam – disse Melisandre. – Os ossos se lembram. As seduções mais fortes são construídas com tais coisas. Uma bota de um homem morto, um tufo de cabelo, um saco de dedos da mão. Com palavras suspiradas e orações, a sombra de um homem pode ser tirada de um e vestida em outro como um manto. A essência de quem veste não muda, apenas sua aparência.
(ADWD, Melisandre)
Isso é interessante porque é incoerente com as preferências de Martin sobre a implementação de magia em romances de fantasia:
Eu simpatizo mais com a maneira como Tolkien lidou com a magia. Eu acho que se você vai fazer magia, ela perde suas qualidades mágicas caso se torne nada mais do que um outro tipo de ciência. É mais eficaz se for algo profundamente desconhecido e maravilhoso, e algo que pode tirar o fôlego.
(George RR Martin sobre magia vs ciência: Weird Tales)
Isso sinalizar imediatamente para os leitores de que algo importante está acontecendo aqui: Martin decidiu que revelar o mecanismo interno dos feitiços era mais importante para a história do que preservar o encanto da magia.
Embora isso não seja evidência de nada em particular, certamente deixa aberta a possibilidade de que Martin não apresentou desordenadamente os mecanismos subjacentes do glamour sem um bom motivo. O trecho sobre glamours é notável precisamente porque não é característico de sua representação da magia em As crônicas de gelo e fogo .
Deixando de lado as opiniões de Martin sobre magia na ficção, também é notável que Melisandre forneça essas explicações naquele momento. Afinal, supostamente nunca mais veremos o glamour ou o grilhão de rubi novamente. Por que se preocupar em explicar tudo, se é irrelevante para Mance ou Jon Snow?
Juntas, essas ideias soam como se Martin pensava que os glamours eram importantes o suficiente para explicar aos leitores, sugerindo importância futura.
Quem está com o grilhão?
Se Mance não está usando a algema, onde está?
A melhor maneira de lidar com essa questão é considerar a origem primeira... quem terá autoridade final sobre quem fica com o grilhão?
Melisandre.
Agora reflita:
Faz todo sentido do mundo que ela o deixe usá-lo. Não há absolutamente nenhuma evidência de que Jon o tivesse, e é altamente duvidoso que ela o daria a outra pessoa ou privaria Mance de sua utilidade.
Isso significa que Melisandre deu o grilhão a Mance, colocando-o em posição de dá-la a qualquer pessoa que encontrar. Portanto, a ideia de que Mors Papa-Corvos estava com o grilhão é, no mínimo, plausível.
A ideia de que Mors está com o grilhão faz muito sentido: fornece a ele uma maneira de acessar Winterfell e garantir que tudo esteja pronto para a missão de resgate. Afinal, Mors deve ter considerado a possibilidade de que Mance falhou em sua missão, Mors não poderia simplesmente tocar sua bateria e soprar suas buzinas indefinidamente.
No entanto, fazer 'muito sentido' e ser a resposta definitiva são duas coisas muito diferentes. Será necessário investigarmos mais para tornar esta afirmação convincente.
* * *
Não, não expliquei nem articulei que Mance sabe usar a braçadeira. Mas acredito que o convencimento de que o grilhão será usado pode ser feito sem que este fato seja revelado.

MORTE DE UM RYSWELL

Se eu acredito que Ryswell é um antagonista secreto?
Não. Roger Ryswell está morto .
Deixe-me explicar.
Um broche de cabeça de cavalo
Roger Ryswell usa um broche ímpar para prender sua capa:
um broche de ferro com o formato de uma cabeça de cavalo prendia a capa de Roger Ryswell
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Lembre-se do que Melisandre disse:
– Os ossos ajudam – disse Melisandre. – Os ossos se lembram. As seduções mais fortes são construídas com tais coisas. Uma bota de um homem morto, um tufo de cabelo, um saco de dedos da mão. Com palavras suspiradas e orações, a sombra de um homem pode ser tirada de um e vestida em outro como um manto. A essência de quem veste não muda, apenas sua aparência.
(ADWD, Melisandre)
Parece ser uma observação justa que o broche (e talvez a capa) seria uma fonte ideal para um glamour.
A confusão de Theon
Havia uma passagem no início de A Dança dos Dragões que sempre me intrigara:
Uma coluna de cavaleiros veio logo atrás, liderada por um fidalgote com uma cabeça de cavalo em seu escudo. Um dos filhos de Lorde Ryswell, Fedor soube. Roger, ou talvez Rickard. Ele não sabia quem era quem quando estavam separados.
– Estes são todos? – o cavaleiro perguntou, do alto de um garanhão castanho.
(ADWD, Theon)
Portanto, vemos que Theon tem problemas para diferenciar Roger de Rickard. É possível então que ele pudesse confundir os dois, dentro de determinadas circunstâncias.
Tenho certeza de que a confusão não está presente em situações de grupo, em que seria capaz deduzir qual deles era com base nas ações dos demais. Essa confusão seria mais proeminente em situações em que ele não tivesse outras pessoas para ajudar: em situações silenciosas e solitárias.
A utilização mais proeminente dessa dificuldade ocorre na noite anterior ao início dos assassinatos:
Sob a Torre Queimada, passou por Rickard Ryswell com o nariz enfiado no pescoço de outra das lavadeiras de Abel, a gordinha com bochechas de maçã e nariz achatado. A garota estava descalça na neve, embrulhada em um manto de pele. Ele imaginou que estivesse nua por baixo. Quando ela o viu, disse algo para Ryswell que o fez gargalhar.
(ADWD, O vira-casaca)
É interessante considerar que este aí pode ter sido Roger Ryswell.
A oportunidade
Com base na descrição, a esposa de lança nesta cena é Frenya, uma mulher corpulenta que é bastante habilidosa no combate: na tentativa de fuga, ela conseguiu lutar com uma lança de um dos guardas de Bolton e ferí-lo.
Quando você reflete sobre Frenya estar realmente se atirando sobre Roger (e não Rickard), as hipóteses de repente ganham vida!
Roger está sozinho em uma área isolada de Winterfell, com a esposa de lanças Frenya. A oportunidade de matar Roger para pegar seu broche e sua capa surgiu.
Lembre-se de que os assassinatos começam a acontecer na manhã seguinte a Theon ver Ryswell com Frenya.
A teoria
Usando as ideias que apresentei até agora, gostaria de montar uma teoria sobre Roger Ryswell.
  1. Frenya atraiu Roger Ryswell para o topo da muralha interna de Winterfell. Ela pegou a capa dele e então o empurrou para a morte.
  2. Esta capa foi então atirada ou enviada para Mors Papa-Corvos.
  3. Mors, em posse do grilhão de rubi, usou a capa para parecer Roger e entrar em Winterfell.
  4. Ele então fica por perto, talvez debatendo coisas ou reunindo conhecimentos. Ele participa das investigações dos assassinato, sabotando-as.
  5. Ele encontra Theon na famosa cena do “Homem Encapuzado” e novamente no interrogatório.
  6. Sua presença no interrogatório é o que dá a Mors a confiança de que a missão pode começar.
    Essa teoria faz sentido por alguns motivos:
Vernáculo compartilhado
Sempre houve uma notável semelhança entre duas afirmações, uma feita por Mors Umber e a outra pelo encapuzado:
– Theon Vira-Casaca. Theon assassino de parentes.
– Não sou. Eu nunca... eu era um homem de ferro.
– Falso é tudo o que você era. Como é que ainda está respirando?
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
:::
Em vez disso, ele choramingou através de dentes quebrados e disse:
– Sou...
– ... um vira-casaca e assassino de parentes, – Papa-corvos completou. – Segurará essa língua mentirosa ou a perderá.
(TWOW, Theon – tradução minha)
É notável que pouquíssimas pessoas se refiram a Theon como um assassino de parentes: Mors, Rowan e o Homem Encapuzado.
Mas isso nada se compara ao fato de que o homem encapuzado e Mors chamam Theon de vira-casaca, assassino de parentes e mentiroso / falso ... exatamente na mesma ordem.
Por algum tempo, isso sugeria a possibilidade de Mors ser o homem encapuzado, mas seu olho a menos [de Mors] me impedia de explicar essa possibilidade.
No entanto, a braçadeira de rubi subverte esse problema perfeitamente.
Ocultando o corpo
Vamos revisitar o primeiro assassinato, usando essa teoria como um guia.
Para refrescar sua memória:
Com esta teoria como guia, de repente fica claro: a primeira vítima de assassinato, o corpo enterrado na neve, era na verdade Roger Ryswell.
Em primeiro lugar, há algo muito singular neste assassinato em comparação com todos os outros: o corpo estava escondido.
Os outros assassinatos estavam todos à vista e tiveram um claro componente psicológico. Este corpo não era para ser descoberto:
Se as cadelas de Ramsay não o tivessem desenterrado, ele poderia ter ficado lá até a primavera. Quando Ben Ossos o puxou, Jeyne Cinza havia comido tanto do rosto do morto que meio dia se passou antes que soubessem com certeza quem era: um homem em armas de quatro e quarenta anos que marchara para o Norte com Roger Ryswell.
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
Além disso, é interessante que o rosto tenha sido comido porque tornou a identificação impossível. Caberia quase inteiramente a “Roger Ryswell” apurar a identidade do homem. Talvez seja por isso que Roger foi tão rápido em descartar o corpo como sendo apenas um bêbado.
Mais uma coisa a notar é que “Roger” declara que a vítima provavelmente estava mijando à beira da muralha:
– Um bêbado – Ryswell declarou. – Mijando da muralha, aposto. Escorregou e caiu. – Ninguém discordou. Mas Theon Greyjoy se perguntou por que um homem subiria por degraus escorregadios de neve até as ameias, na escuridão da noite, apenas para mijar.
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
Isso poderia de alguma forma implicar que as calças do homem morto estavam abertas ou abaixadas?
Fosse esse o caso, não poderia ser mais provável que o homem estivesse envolvido em um ato sexual quando caiu e morreu? No mínimo, certamente parece mais plausível que um homem procurasse um canto recluso para fazer sexo no alto das muralhas do que que ele tenha escalado uma muralha para mijar.
Resumidamente, se o morto estivesse no meio de algo que envolvesse seu pênis ficar fora das calças enquanto estava em cima das muralhas, provavelmente seria para sexo e não para urinar.
Se for esse o caso, temos que reconhecer que no dia anterior à descoberta do corpo, Theon viu um Ryswell com Frenya. Naquele momento, Theon observa que Frenya provavelmente “estivesse nua por baixo” da capa de pele de urso. Isso parece implicar que eles estavam fazendo (ou iam) fazer sexo. Minha opinião pessoal é que Frenya atraiu Roger Ryswell para o topo das muralhas, prometendo sexo oral. Durante o ato, ela agiu e o matou.

Preparado o palco

Voltando aos pontos iniciais deste ensaio, há questões que precisam de respostas:
  1. Dado que Mors e Mance colaboraram na missão de resgate, como Mors saberia que Mance estava pronto para levar a missão a cabo?
  2. Como Mance saberia que Mors estava fora de Winterfell, pronto para receber Arya?
  3. Por que Mors permaneceria em segredo fora de Winterfell por um dia ou mais antes de tocar seus berrantes?
Mors poderia facilmente indicar a Mance que ele estava no a postos: os berrantes de guerra fazem isso muito bem.
O verdadeiro problema é informar Mors de que a missão de resgate está pronta para acontecer. Para isso, os selvagens precisam ter algum tipo de sinal ou outra forma de se comunicar com Mors. Também pode haver detalhes específicos que modificam quaisquer planos que Mors e Mance possam ter inicialmente traçado.
Em última análise, Mance e Mors iria precisar de alguma forma de se comunicar. Eu acredito que foi por isso que Mors permanece por vários dias fora Winterfell antes de anunciar sua presença com os berrantes de guerra. Ele usa sua presença icógnita para acessar Winterfell e verificar se tudo está pronto para a tentativa de resgate. Talvez seja por isso que os batedores tenham desaparecido, para garantir o disfarce ou algo semelhante.

IMPLICAÇÕES

Existem algumas idéias (e questões) interessantes que surgem a partir deste ensaio:
O que aconteceu com o grilhão de rubi?
Eu acredito que é entregue a Mance antes da partida final de Papa-Corvos do castelo. Isso ocorre porque há evidências de que isso é fundamental para a “estratégia de saída” de Mance.
Senhora Dustin ou o outro Ryswell não notariam?
Os Ryswells se odeiam abertamente. Eles não prestam muita atenção às nuances do comportamento de seus irmãos.
Os Ryswells eventualmente não perceberiam que Roger estava desaparecido (depois que Mors saiu)?
Eventualmente. Não acho que Mors ou Mance realmente se importariam, e ninguém teria ideia do que realmente aconteceu.
submitted by frdnt to Valiria [link] [comments]

Solidão que nunca acaba.

Todo dia eu sinto uma extrema solidão, um sentimento como se faltasse uma peça em mim. Sinto isso desde 2017. Eu nunca tive amigos, apenas colegas, pessoas passageiras, nada que marcasse, eu nunca saí com amigos, nunca tive amigos na vida real, apenas pela internet e eu me sinto muito solitário por isso. Minha mãe sempre caracterizou isso como se eu gostasse só porque eu não saio muito de casa. Várias pessoas já me convidaram para sair, seja em shoppings, praças, etc e em todas as vezes ela recusou, muitas vezes foram porque ela não tinha dinheiro para me dar, mas na maioria das vezes era porque ela simplesmente não queria que eu saísse, "ah, mas ela tá preocupada contigo", sim, ela está, mas me privar de fazer coisas que pessoas da minha idade fazem é algo horrível. Eu vivo vendo várias pessoas da minha idade saindo com amigos e eu aqui deitado na minha cama sem fazer nada e ninguém pra poder dar um rolê. É horrivel ver os stories de alguém no Instagram saindo com amigos, zuando com eles e eu aqui nunca fiz isso. É muito ruim, mesmo. E o pior de tudo é que desde pequeno eu fui criado pra ter essa mente, mas eu não sou assim e se eu falar isso pra minha mãe ela vai discordar ou dizer que antigamente eu não era assim, mas pessoas mudam, mas ela não me ouve de jeito nenhum. E eu também sou muito tímido, eu já encontrei várias pessoas que tem os mesmos gostos que o meu e eu nunca consegui dar um "oi" pra essas pessoas, eu ficava congelado e a minha boca não abria. Eu conseguia falar de boas com pessoas que puxavam assunto comigo, mas é impossível eu puxar assunto com alguém. Eu coloquei na minha mente que quando acabar a pandemia, podermos ir para escola e afins, eu vou tentar me socializar o máximo possível porque é horrivel você saber que quando precisar de alguém, você não tem ninguém. Quando você quiser conversar com alguém, você não terá ninguém. É horrivel sentir isso. Além de várias outras restrições como a minha aparência. Eu quero raspar a minha cabeça, mas a minha mãe já me disse coisas como "se quiser ficar careca então pega câncer logo", e mais coisas do gênero. Eu nunca pude escolher como eu quero me vestir, era ela que sempre decidiu e se eu discordasse, ela iria me privar de fazer coisas que eu amo e preciso fazer. Eu tenho muitos segredos que minha mãe não sabe e eu nem sei como posso contar pra ela, são coisas íntimas que ela precisa saber, mas ela me xingaria por isso e me privaria de fazer coisas que eu gosto como já fez várias vezes. Eu queria saber como eu posso abrir a mente da minha mãe. Ela é muito religiosa, narcisista e ainda abusiva, além de homofóbica e machista. E eu sou total mente aberta e liberal, ela não me ouve em nada e mesmo eu explicando coisas básicas como respeitar os outros, ela diz que eu estou a desrespeitando e começa a brigar e falar alto comigo. Ela já agrediu eu e minha irmã por isso.
submitted by eshiihihi to desabafos [link] [comments]

[CS:GO] Vamos fazer um time de pratas (iniciantes) e jogar tranquilamente, sem a toxidade e exageros contra quem está começando? Só pra curtir e dar risada? (ou até mesmo outros jogos competitivos)

Link Discord: https://discord.gg/EJdEDg
Tenho quase 1000 horas de CS:GO. Jogo já há 4 anos mas nunca me importei muito. Joguei competitivo casualmente esse tempo todo. Nunca passei do ouro 2.
Gostaria de ter um time, fechado, para jogar (ainda casualmente) sem lidar com as atitudes desnecessárias de crianças ou gente escrota.
Afinal, é só um jogo. Ninguém nasce sabendo jogar. Eu sei jogar, eu se me virar, mas não aceito o abuso contra quem não saiba ou não esteja tendo um bom dia.
O que eu ofereço:
O que eu peço:
Sua patente ou habilidade não importa. Prefiro inclusive que não saiba jogar. O segredo desses jogos é organização e calma, não mira. Ninguém joga bem com gente tonta te gritando mil coisas diferentes ao mesmo tempo.
Seja sua mira ruim, conhecendo ou não os mapas, sem patente... não tem problema. Não interessa. É só um jogo.
Ninguém quer ganhar campeonato, ninguém vai viver disso.
Te espero lá. Sou o admin e vou garantir que se mantenha o mais agradável o possível.
(Outros jogos online também são bem-vindos. O foco é realmente ter um espaço agradável. Seja PUBG Lite, Valorant, Candy Crush no celular...)
submitted by EightfoldHenry to coopinder [link] [comments]

Guia do SubReddit

Devido ao grande fluxo de posts no Reddit e algumas dúvidas que algumas pessoas ainda têm, aqui está um novo guia detalhado sobre as flairs e as regras, além do novo sistema que estamos adotando de adicionar flairs específicas em posts removidos, com o motivo de tal remoção, para assim termos uma melhor comunicação e clareza para com todos que participam do nosso Reddit.

FLAIRS

(adicionadas por si mesmo ao fazer um post, com exceção da “Contém DMCA” e "Meme do Mês")
ORIGINAL
ALEATÓRIO
INTERESSANTE
CONTÉM DMCA
MEME DA SEMANA

REGRAS E MOTIVOS DE REMOÇÃO

(adicionadas somente pelos moderadores)
Removido - Motivo 1: NSFW/GORE
Não é permitido qualquer tipo de imagens pornográficas, nudez (implícita ou explícita) ou de violência explícita. Caso ocorra, o post será apagado e o usuário banido.
Conteúdos sensíveis como self-harm, pessoas se machucando de alguma forma e/ou correndo risco de vida, também poderá acarretar na remoção do post e banimento do usuário (temporário ou permanente dependendo do nível de sensibilidade).

Removido - Motivo 2: FLAMING
Insultos ou difamação de usuários do Reddit ou de outras pessoas acarretará no banimento temporário do usuário e, caso volte a ocorrer, este será banido permanentemente.
Qualquer tipo de preconceito e discurso de ódio (racismo, homofobia, machismo, xenofobia, "piadas" com doenças/transtornos mentais, etc) é proibido, e caso ocorra, o usuário será banido permanentemente logo no primeiro ocorrido.

Removido - Motivo 3: SPAM/FLOOD
O usuário que for flagrado spammando diversos posts com o mesmo conteúdo será banido temporariamente e, caso volte a ocorrer, este será banido permanentemente.
Como forma de evitar um flood de posts com conteúdo semelhante (animaizinhos fofos, pessoas em altura ou submersas, aranhas, memes do Ednaldo Pereira, etc), tais conteúdos também poderão ser removidos dependendo se já tiveram muitos posts sobre tal assunto durante a semana.
Posts com links externos, que direcionam os usuários para outras páginas (como Instagram, Facebook e derivados) também serão removidos como forma de evitar problemas. Caso seja uma publicação de algum site interessante (como o This Cat Does Not Exist), o link passará por uma análise dos moderadores antes de ser a tomada a decisão de aprovação ou não.
Publicações de memes extremamente shitpost, ear rape e derivados também serão classificados como spam e serão removidos, dependendo do nível.
Posts de divulgação também são classificados como SPAM, e dependendo do contexto, você poderá ser banido permanentemente. Caso queira divulgar algo, você pode utilizar o canal “Divulgação” na categoria “COMUNIDADE” do Discord do Cellbit (https://discord.gg/cellbit).

Removido - Motivo 4: FANART
FanArts serão aceitas se - e somente se - estiverem ligadas de forma direta às lives ou à comunidade, ou também FanArts que sejam algum tipo de meme original. Por exemplo, alguém resolveu fazer uma FanArt de alguns subs do Cellbit como forma de homenagem e como uma “piadinha” interna às pessoas que estão sempre presentes no chat, então, como é algo ligado diretamente à comunidade, esta será aceita.
Outro exemplo é o de artes sobre o Healstom (personagem do Cellbit no RPG do Calango, que ele joga offstream com outros amigos), desenhos dele podem até ser postados pois estão diretamente ligados às lives e à comunidade, já que o Cellbit fez o personagem junto com a gente. Contudo, se começar a ter uma grande quantidade de pessoas mandando FanArts dele, começaremos a remover para que não acabe gerando um flood.
Caso você tenha feito alguma FanArt do Cellbit, Eredin, etc, você pode enviá-la no canal de “Fanarts do Cellbit” na categoria “CONTEÚDO” no Discord da nossa comunidade (link no Motivo 3).
Se for alguma FanArt que, na verdade, é um desenho de algum jogo que o Cellbit já jogou ou coisa do tipo (e não dele, especificamente), você pode mandar no canal “Artes” na categoria “ENTRETENIMENTO”, que também é desse mesmo Discord.
Músicas também se encaixam no quesito FanArt, contudo, covers de OSTs de jogos que o Cellbit já jogou não serão aceitas, entrando na mesma categoria do parágrafo anterior.
LEMBRE-SE: PLÁGIO É CRIME. Se você postar alguma FanArt proclamando como sua sendo que não é, você será banido permanentemente do Discord do Cellbit. Caso você não tenha feito, dê os devidos créditos ao artista e, antes de tudo, peça a permissão dele. Também, sempre deixar seu nome/marca d’água/assinatura em suas artes, para evitar problemas (caso não haja a identificação de quem fez tal arte, você poderá sofrer punições por acharem que é uma arte roubada).

Removido - Motivo 5: RPG
FanArts e memes do RPG (no caso, imagens) serão raramente aceitos. Caso queira compartilhar algum meme ou FanArt que você fez sobre o RPG, você pode usar a hashtag do Twitter (atualmente é #OSegredoNaFloresta). Como os memes já aparecem durante a live do RPG, evitaremos aceitá-los aqui para que não ocorra um flood de posts que já irão aparecer durante a stream. No caso de memes em vídeos, também haverá algumas restrições, por exemplo, compilados de melhores momentos do RPG não serão aceitos mas, caso seja um vídeo curto com alguma edição engraçadinha, este será aceito.
Em caso de FanArt, você também pode enviar no canal de “Fanarts do Cellbit” no Discord (já mencionado no Motivo 3). Se você optar por enviar no Discord, lembre-se de marcar como spoiler, além de que caso você não veja problemas em sua arte aparecer durante a live do RPG, tente mandar juntamente um link de algum site onde sua arte está upada com uma qualidade boa (Twitter, Imgur, etc), pois o Discord tira a qualidade das imagens.
Animações do RPG também passarão a ser aceitas raramente, pois ocorreram casos de postarem no Reddit sem a autorização do autor e ainda proclamarem como seu. Então, para evitar acontecimentos assim, apenas algumas animações serão aprovadas (no caso, de pessoas que temos total confiança e sabemos que foram realmente elas que fizeram).
Muitas animações também possuem conteúdo com DMCA (músicas licenciadas) e, apesar de agora o Cellbit abrir algumas exceções de DMCA e ver alguns memes curtos que contém música, ainda assim manteremos o cuidado e evitaremos aceitar, para previnir problemas.
Caso queira compartilhar ideias e teorias, conversar e interagir com outras pessoas da comunidade que gostam do RPG, você pode utilizar a Wiki Oficial da Ordem Paranormal (https://ordemparanormal.fandom.com/pt-b) ou utilizar o canal "O Segredo Na Floresta" na categoria "ENTRETENIMENTO" no nosso Discord (link no Motivo 3).
Estamos recebendo uma grande quantidade de músicas feitas inspiradas no RPG ou cover de músicas do próprio RPG, e é algo realmente muito legal mas que, para evitar um flood, passaremos a aceitá-los com uma menor frequência.
LEMBRE-SE: PLÁGIO É CRIME. Se ainda não viu, leia o Motivo 4 para entender mais e evitar que você seja banido do Discord do Cellbit se optar por postar alguma arte lá.

Removido - Motivo 6: RECOMENDAÇÃO
Algo muito comum é mandarem recomendações de jogos no Reddit, mas aqui não é o local certo para isso. Se quiser recomendar algum jogo para o Cellbit, use o começo das lives onde ele conversa com o chat e pergunta de novidades (nesse caso, também é possível comentar sobre alguma série ou filme que você acha que ele gostaria).
Você também pode enviar recomendações no canal “Sugestões de Jogos Para o Cellbit” na categoria “CONTEÚDO” no Discord do Cellbit (já mencionado no Motivo 3). No entanto, antes de fazer alguma sugestão, cheque se ele já jogou antes (você pode dar uma olhada nessa planilha que o Loninhu da nossa comunidade fez >CLIQUE PARA IR ATÉ A PLANILHA<, além de que caso queira ver o vod da live que o Cellbit jogou tal jogo – SE ele jogou em live –, você pode procurar o nome nesse site https://twitchtracker.com/cellbit/games e ver em quais lives ele jogou).

Removido - Motivo 7: REPOST
Publicações que já foram postadas anteriormente serão removidas, pelo motivo óbvio de que aquilo já foi postado.
Caso ocorra de algum post ser aprovado e você perceber que aquilo é um repost, você pode adicionar um report ao post avisando que aquilo já foi postado anteriormente e, assim, nós (moderadores) iremos removê-lo. São muitas coisas que mandam para a gente, então pode acontecer de acabarmos nos perdendo um pouco e deixar passar algum repost.

Removido - Motivo 8: EXCEDE O TEMPO
O Reddit da nossa comunidade recebe mais e mais posts a cada dia que passa, há muitas coisas que nos enviam e, devido a isso, começamos a limitar o tempo de vídeos aceitos. Vídeos que ultrapassam a média de 1m30s serão removidos, para que não seja tomado muito tempo com apenas um post. Poucos vídeos entre um minuto e um minuto e meio serão aceitos, e praticamente nenhum que passe de 1m30s será aceito.
Contudo, há exceções: esse limite se aplica somente a vídeos que são Aleatórios/Interessantes. Vídeos de memes Originais poderão ultrapassar esse limite de tempo (mas, ainda assim, caso ele seja muito longo e possua um conteúdo maçante, ele poderá ser removido).

Removido - Motivo 9: DMCA
Devido aos novos termos e regras da Twitch em relação a conteúdos com direitos autorais, a partir de agora postagens que possam conter algum tipo de conteúdo licenciado será marcado com a flair "Contém DMCA"* pelos moderadores (como já citado anteriormente).
No entanto, se um vídeo possui conteúdo com copyright e seu humor está todo centrado em tal conteúdo, este será removido, pois este não fará sentido algum estando mutado ou algo do tipo.
*DMCA = Digital Millennium Copyright Act de 1998, uma lei dos EUA que limita a responsabilidade dos provedores de serviços on-line pela violação de direitos autorais causada por seus usuários. Esta criminaliza não só a infração em si, mas também a produção e a distribuição de tecnologia que permita evitar as medidas de proteção aos direitos de autor.

Removido - Motivo 10: CLIP
Clips de momentos das lives são muito legais e engraçadinhos, contudo, estes não serão aceitos no Reddit (a não ser que contenha algum tipo de edição que faça com que vire um meme Original), como forma de prevenção de flood de clips.
Caso tenha clipado algum momento legal, interessante, divertido, etc, e queira compartilhar com a comunidade, você pode enviá-lo para o No Context Cellbit no Twitter (https://twitter.com/nocontextzerbit), uma conta feita com o intuito de compartilhar clips engraçadinhos das lives com a comunidade.

Removido - OUTRO
Essa flair é para qualquer publicação que não seja legal/interessante o suficiente, mas que também não chega a se encaixar como shitpost ou em qualquer outro motivo de remoção. Às vezes um post é só sem graça e não tem nada de especial, então acaba por ser removido.
Também se enquadra nessa flair posts que são aleatórios demais (até mesmo pra flair Aleatório) e posts com conteúdo weeb demais.
Num geral, essa flair também será adicionada em posts que nós achamos que não combinam e/ou não se encaixam no nosso Reddit de alguma forma.

ALGUNS ADENDOS

Todos os posts passam por uma Queue para aparecem no Reddit, e lá é onde analisamos para ver se o mesmo vai ser aprovado ou não. Fique de olho no seu post, pois após ser enviado, dentro de algumas horas ele provavelmente vai ser analisado e, caso seja removido, colocaremos uma flair indicando o motivo da remoção.
Não adianta vir debater e reclamar caso seu post seja removido, isso não vai fazer com que ele seja aprovado e, de quebra, você ainda pode tomar um ban.
Os Mods nem sempre vão passar de post em post olhando os comentários. Caso você veja um comentário que não está de acordo com as regras do SubReddit, basta reportá-lo que tomaremos as devidas providências.

Este post está aberto para perguntas, sanar dúvidas, dicas, sugestões e críticas construtivas sobre o nosso Reddit.

submitted by itslouijin to cellbits [link] [comments]

A Guerra das pizzas

Início de tudo
Tudo teve início quando o pizzaiolo Antônio Giovanni da Itálicos Pizzas, a maior rede de pizzaria de toda Pudinisland morre. Um grande funeral foi criado, foi decretado feriado pudinal ( quando o faria é só para o arquipélago de Pudinisland ), milhões de pessoas seguiram o cortejo até o aeroporto Internacional de Pepinopolis de lá ele voará para Milão onde nasceu, lá ele foi seputado. António Giovanni deixou uma herança bilionária que foi dividido entre seus dois filhos, os gêmeos Enrico e Giulia Giovanni, Jovens irmãos agora bilionários, porém o pepino estava em quem herdará a itálicos pizzas, Enrico defendia uma completa transformação nós cardápios, transformando a itálicos numa rede de comida vegana, ele pretendida até parar de vender pizzas. Já Giulia, era pro pizza, ela defendia a junção da Itálicos com a imprensa de sorvete de seu marido ( a Gellato's ). Essa Disputa logo chegou no ouvido dos trabalhadores da Itálicos que ( em sua maioria ) amavam seu trabalho, que era além de ser divertido era bem remunerado ( em Pudinisland era um sonho trabalhar na itálicos ), a maior dos trabalhadores da Itálicos e da gellato's decretaram apoio a Giulia. Mas como tudo segredo dura pouco, essa história chegou no ouvido da população, em Pudinisland cerca de 42% da população é declaradamente hippie, muitos começaram a apoia Enrico, principalmente depois que as recém lendas da música "The Puddings" que contava com o jovem Roberto Plantas, deram apoio ao Enrico. Choveu pessoas contra pizza. Essas pessoas começaram a defender seus líderes como time de futebol, quando um pro e um contra se encontravam xingamentos eram proferidos, situação ficou tão séria que os irmão pararam de se falar e ambos pegaram em armas ( sim, armas de fogo ). O lema dos hippie era: "primeiro guerra depois paz e amor."
A Guerra das pizzas
A Guerra em si começou na cidade, com pequenas brigas de bar e desencontros. Mas a primeira batalha foi a do Rio do Pinheiro Machado, onde diretamente teve uma batalha entre pros e contra. A maior batalha foi a do monte jusepe, onde há a primeira itálicos pizzas de Pudinisland, ela foi extra vandalizada quando as forças dos hippie a dominaram. Essa batalha durou a até o fim da guerra. Próximo o fim da guerra Giulia foi morta perto de casa, a relatos de que ela lutou até o fim (ela foi encontrada junto com o pai). Com o movimento pro pizza perdendo a guerra, o general pro pizza ( que é viúvo de Giulia ) descidio fazer um último ataque. Ele largou as armas de fogo e pegou todas as reservas e estoques de pizza e sorvete que havia, armou todos os soldado com comida, e mandou todos eles avançarem, um estratégia suicida, mas ele argumentou que se era pra morrer, seria fazendo o que gosta que ele partiria. Todos os soldados amaram a ideia é aceitaram participar do ato. Num ato epica milhões de soldados saiem das trincheiras e correm até o inimigo jogando o máximo de alimentos possível. A reação foi tão boa que muito hippies veganos ( que nunca tinha privado comida de verdade ) acabaram desertando para o lado pro pizza. No final numa virada histórica Giulia Giovanni ganha a Guerra, e seu marido, agora viúvo recebeu toda a grana que Giulia herdará, poucos dias depois da morte de sua esposa, o marido de Giulia se casa com a irmã mais nova de Giulia, na qual ele traía Giulia a muito tempo. Mas ele continua com o legado de Giulia, mantendo o Império da Itálicos pizza. O monte em que teve a batalha de comida, a comida que lá ficou se decompos e deixou aquele lugar extremamente florido.
Resumo rápido pra o cazum ler:
Um grande pizzaiolo morre, deixa uma herança bilionária para os seus filhos gémeos, Enrico é Giulia, eles começaram uma guerra pra ver com que ficavam a famosa rede de pizzaria, aí os hippies apoiaram Enrico que era vegano e odiava pizza, é as pessoas normais apoiaram Giulia que era conservadora na pizza, a guerra começa por parte dos hippie que pegaram em armas. A Guerra fica a favor dos hippies que eram maioria, no final Guilha morre em batalha, os pro pizza decidem mudar a estratégia é pegam um monte de pizza e sorvete e tacaram nós hippie que percebendo a delícia que era a comida de gente, despertaram para o lado pro pizza, resultado numa virada imprecionante dos por pizza. Um grande pizzaiolo morre, deixa uma herança bilionária para os seus filhos gémeos, Enrico é Giulia, eles começaram uma guerra pra ver com que ficavam a famosa rede de pizzaria, aí os hippies apoiaram Enrico que era vegano e odiava pizza, é as pessoas normais apoiaram Giulia que era conservadora na pizza, a guerra começa por parte dos hippie que pegaram em armas. A Guerra fica a favor dos hippies que eram maioria, no final Guilha morre em batalha, os pro pizza decidem mudar a estratégia é pegam um monte de pizza e sorvete e tacaram nós hippie que percebendo a delícia que era a comida de gente, despertaram para o lado pro pizza, resultado numa virada imprecionante dos por pizza.
submitted by Vl4dimirPudim to PuddingsUtopia [link] [comments]

Os SEGREDOS de uma boa Apresentação  PowerPoint Review ... 3 SEGREDOS de uma BOA Oratória - YouTube CLASH OF EMPIRE, SEGREDOS DE UMA BOA DEFESA QUIBE FRITO-DICAS E SEGREDOS PARA UMA BOA RECEITA - YouTube

15/jun/2020 - Explore a pasta "Segredos de cozinha" de Sergio Thum, seguida por 601 pessoas no Pinterest. Veja mais ideias sobre Receitas, Culinaria, Gastronomia. Olá pescador. Neste artigo quero te contar como foi o teste que fiz à cana de bóia Barros Alvidrar de seis metros. Como recebo muitos contactos de pescadores a pedir a opinião sobre canas de pesca (principalmente canas de pesca á bóia) decidi começar uma nova serie aqui no nosso blogue, onde vou testar na pratica, canas em ação de pesca. 7 segredos das mulheres boas de cama 1- Sentir prazer junto com o(a) parceiro (a) Fonte: Conquistar de vez. Primeiramente, esse momento é de vocês dois. Ou seja, acima de tudo, é uma troca de energia, de calor, sentimento e prazer. Portanto, não é um momento para só um sentir prazer. A quantidade de informações disponíveis no mundo dobrou nos últimos cinco anos e continua a crescer nessa proporção. Este livro é um pequeno curso sobre a atitude e segue o formato de Segredos da liderança, Segredos do relacionamento e Segredos da capacitação. O doutor Maxwell reconhece que sua atitude exercerá profundo impacto em ... O e-book Mulheres Boas de Cama é um Guia prático para revolucionar sua vida sexual escrito por Jaque Barbosa e Eme Viegas, criadores do site Casal Sem Vergonha, que já alcançou metade dos 100 milhões de internautas brasileiros. Baixe o e-book clicando NESTE LINK.

[index] [7566] [1819] [2374] [5578] [2060] [6054] [727] [5111] [7447] [3725]

Os SEGREDOS de uma boa Apresentação PowerPoint Review ...

Temos novidade na Fantástica Fábrica Criativa! Nossa canal no Telegram! Segue a gente lá: https://t.me/ffcriativa Esse é o primeiro vídeo da série PPT Review... RESIDENT EVIL 3 REMAKE (DEMO), TESTE DE PERFORMANCE NOTEBOOK ACER ASPIRE A515 41G 1480. - Duration: 29:34. Seven Xtreme Recommended for you RECEITA PARA QUIBE Ingredientes 500gr de trigo 500gr de carne moída(magra) 1maço de hortelã 2tabletes de caldo de carne 700ml de água 4dentes de alho 100ml d... Inscreva-se no canal: https://bit.ly/RickSamOficial 🔻 Outros links importantes 🔻 Canal EXCLUSIVO no Telegram Acesse: https://bit.ly/TelegramRickSam 🏆 MEUS ME...

http://forex-viethnam.bauxitemining.pw